Menos Vinho, mas Mais Caro

Indicadores de mercado italiano afirmam que a população está comprando menos garrafas mas de maior valor


Adega - Itália

O Ismea (Instituto de Serviços para o Mercado Agrícola e Alimentar) italiano divulgou os resultados da comercialização do primeiro semestre no mercado interno e externo.

Esses resultados dão conta de que nos canais de distribuição como supermercados, hipermercados e lojas especializadas - que respondem por 70% do consumo nacional - segue confirmada a tendência de queda dos últimos anos. No entanto, no primeiro semestre de 2013 aos -6% em volume aparece a cifra de 4% de aumento de valor das garrafas compradas. 

E a mesma dinâmica - embora com números diferentes - aparece também nas exportações: - 2% em quantidade e + 1,7% em preço (fora o vinho a granel que caiu 6% em volume mas aumentou 26% em valor).

Os analistas do ISMEA entendem que os resultados do mercado italiano devem se manter estáveis durante o ano todo, e estão alinhados com a tendência mundial que mostra que o comércio de vinho perdeu 1% em volume mas ganhou 4% em valor.

 

smr

Da redação

Publicado em 2 de Setembro de 2013 às 09:00


Notícias Itália comercialização exportação mercado interno ISMEA