Revista ADEGA
Busca

Vinho - 19.Dez

Pesquisa identifica substâncias de fumaça de queimadas que prejudicam o sabor do vinho


O Centro de Pesquisas do Departamento de Indústrias Primárias de Irymple, Austrália, realizou uma pesquisa que idenficou cerca de 20 substâncias quimicas liberadas na fumaça de queimadas, que afetam as uvas e prejudicam o sabor e o aroma dos vinhos. 

Divulgação

Os efeitos foram testados em diversos tipos de uvas e em diferentes estágios de crescimento, para identificar todos os possíveis danos que a fumaça causaria aos vinhedos. Os resultados serão usados para montar uma ferramenta online que irá ajudar os viticultores a identificar a gravidade dos danos.

O pesquisador Davinder Singh disse que começaram as pesquisas depois do incêndio que ocorreu em 2003, no norte do estado de Victoria, Austrália: "Quando eles fizeram o vinho a partir das uvas expostas a fumaça, ele tinha um péssimo gosto e aroma; o aroma era como bacon, barbecue, desinfetante, couro e cinzas, e o gosto era forte e metálico" disse ele.

"Não há duvidas que temos que entender mais sobre isso. E esse é um bom começo." disse o enólogo da vinícola De Bortoli, Steve Webber, que sofreu com os efeitos da fumaça após um incêndio em 2007.

ESPECIAL:Para beber e viver melhor: As novidades nas pesquisas científicas que estudam as benesses do vinho para a saúde. Confira!

Mais notícias sobre vinhos...

Estudo mostra que manter parte da vegetação em vinhedos traz benefícios ambienta...
Vinho de ator espanhol será bebida oficial da Semana Internacional de Cinema de ...
Confira os vencedores da Promoção "Revista ADEGA com Taipa"
Château Haut-Brion doa estojo de vinhos vintage para leilão beneficente
Casal Gallo e Boisset compra a casa de Robert Mondavi


Redação
Publicado em 19/12/2011, às 10h10 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h48


Mais Notícias