Mundo Vino

Produção de uva caiu em 2019 e terá nova queda este ano

Organização Internacional da Vinha e do Vinho divulga dados de produção, consumo, e mercado do vinho de 2019, além de previsões para a safra 2020


 

 

Depois da histórica safra de 2018, a maior em 15 anos, o ano de 2019 trouxe uma ligeira queda de 12%, chegando aos 26 bilhões de litros de vinho produzidos contra 29,2 bilhões do ano anterior. A OIV trouxe ainda dados interessantes sobre a área plantada com vinhedos, são 7,4 milhões de hectares no mundo todo. Número que se mantém estável desde 2010, com a Espanha liderando o ranking, são 969 mil hectares ou 13% do total mundial.

LEIA MAIS

» Qual a importância da safra?

» O processo da colheita de uva

O consumo de vinho se manteve praticamente estável, cresceu 0,1%, com a Europa sendo o maior centro consumidor e a China tendo uma queda pelo segundo ano seguido. O Brasil teve um pequeno aumento de 0,5%, chegando a 330 milhões de litros consumidos.

Sem trazer números e levando em consideração apenas os dados iniciais das vindimas no hemisfério sul, o relatório prevê para 2020 mais um ano de queda. Todos os países, com exceção de África do Sul e Uruguai, estimam uma forte diminuição na produção. Destaque para Chile e Argentina que, segundo seus produtores, deverão ter queda superior a 10% em 2020 em relação aos números 2019.

Para finalizar a OIV trouxe uma visão preliminar dos efeitos da pandemia de COVID-19 no mercado de vinho. O órgão prevê para os próximos anos uma diminuição no consumo mundial, uma consequente redução nos preços médios do vinho e menos exportações. A principal causa apontada pela OIV é a variação cambial causada pela crise e afetando mercados consumidores.

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

 

André De Fraia

Publicado em 15 de Setembro de 2020 às 16:45


Notícias