Revista ADEGA
Busca

Etimologia do vinho

Qual a origem da palavra vinho?

Você caro leitor já parou para pensar por que vinho chama “vinho”?


Uma das teorias diz que “vinum” derivou do grego “oinos”, será?
Uma das teorias diz que “vinum” derivou do grego “oinos”, será?

Para os gregos o vinho é “oinos” e daí derivam termos como “enologia”, no árabe e etíope “wain”, em assírio “īnu”, no hebraico “yáyin”, em albanês “vēnë”, em irlandês antigo “fin”, em gaulês “gwin”, para os alemães é “wein”, em inglês é “wine”, no russo “vino” e no lituano “výnas”. Para os latinos, vin, vino e, claro, vinho.

Para uma bebida pré-história, ou seja, que tem suas origens antes da escrita, é difícil determinar qual é exatamente a origem da palavra “vinho”. O caminho, no entanto, é simples.

O nome da nossa bebida querida derivou do latim Vinum. É isso, ponto final. Agora porque em latim o vinho era chamado de Vinum é um pouco (beeem) mais complicado.

Determinar como a palavra chegou ao latim é na verdade a parte mais difícil. Uma das teorias diz que “vinum” derivou do grego “oinos”, que eu algum momento teria sido escrito – ou dito – como “vinos” e daí um pulo para sua versão latina. Porém, porque alguém “erraria” a escrita ou trocaria as letras ninguém sabe!

Qual a origem da palavra vinho?
Escavações na Geórgia encontraram lagares com mais de 8 mil anos

Uma teoria muito interessante considera que a raiz se encontra próxima da palavra sânscrita “vana”.

Esse idioma, hoje considerado morto, era falado na região da atual índia e Nepal e teria tido, por volta do ano 1.000 a.C. um grande intercâmbio cultural com os gregos. “Vana” em sânscrito significa amor, daí derivam as palavras “Vênus” e “veneração”, por exemplo. Tal relação semântica seria dada pela antiga crença nos poderes afrodisíacos do vinho.

Mas não custa lembrar que os primeiros vinhos provavelmente se originaram entre o Mar Negro e o Mar Cáspio onde hoje se encontram a Armênia, Geórgia, Azerbaijão e Turquia há cerca de 8 mil anos. E mergulhando na região é que pesquisadores encontraram no proto-cartevélico, idioma que daria origem ao georgiano, a palavra ɣwino. De acordo com essa teroria, ɣwino seria a denominação da bebida quando ela realmente nasceu e a palavra tem origem no verbo “dobrar” ou “ventar” (daí o inglês wind também).

O que ninguém conseguiu explicar ainda é porque a bebida recebeu um nome derivado de “dobrar”, aqui as teorias se multiplicam e viram reais chutes! Desde que era o formato das vinhas que, por serem trepadeiras, se “dobravam” em cima de outras plantas até que a bebida fazia as pessoas se dobrarem quando consumida em demasia. Sem resultados finais ainda e com chance de boas discussões, aguardemos por novas pesquisas com uma boa taça de vinho em mãos.

André De Fraia
Publicado em 25/04/2022, às 08h00


Mais Almanaque do vinho