Revista ADEGA

Recuperando Charutos

Saiba como reconstituir o bouquet das peças guardadas em condições adversas

Fernando Roveri em 16 de Abril de 2007 às 13:32

Tatlin/Stock.Xchng
Charutos que ficaram fora do umidifcador por até três meses podem ser recuperados

Um apreciador de charutos pode ter uma raridade em casa, guardada para um momento especial. No entanto, com o passar do tempo, o charuto pode perder suas características, por mais exclusivo que seja.

Para guardá-los, é preciso ter um umidificador em casa. Por melhor que estejam acondicionados em caixas de madeira, podem surgir problemas, como a perda da umidade e, com ela, das características do bouquet. É possível recuperá-las, porém, o charuto terá perdido parte de seu vigor inicial.

#R#

O procedimento é simples. Basta colocá-los em um bom umidificador, com umidade entre 65% e 75%, durante algumas horas. As folhas voltam a recuperar a umidade e, dessa maneira, o produto está pronto para ser degustado.

Vale lembrar que há um período para que essa "recuperação" do charuto possa ocorrer. Se ele estiver fora do umidificador por até três meses, é possível recuperar as características de sabor e aroma. Se o tempo passar de um ano, esqueça, pois a qualidade do bouquet jamais será a mesma. As folhas voltam a ter flexibilidade, mas as nuanças de sabor desaparecem.

O degustador deve ficar atento a outro problema: a criação de carunchos. Chamados de laziodermas, eles comem as folhas do charuto que não estiverem umidificados. "Se esses carunchos furarem a capa, é impossível recuperar o charuto, pois com esses furos perde-se todo o fluxo", explica Rodrigo Gorga, epicure sommelier da Lenat. Portanto, fique atento: se encontrar pequenos furos na capa, esqueça. O charuto estará imprestável.

Vale lembrar que, apesar das medidas paliativas, não há como manter bons charutos em casa sem um umidificador. "Um charuto bem condicionado entre 65% e 75%, entre 16 e 18 graus, fica guardado por um período indeterminado, sem perder aroma e sabor, podendo ficar de dez a quinze anos guardado, dependendo da qualidade", complementa Rodrigo.

Assim como os vinhos, os charutos podem evoluir, mas ambos precisam de cuidados especiais. Dessa forma, o degustador pode guardar um bom charuto para uma comemoração ou um momento especial tão aguardado, desde que não descuide dele.


Charutos

Artigo publicado nesta revista


Gran Reserva

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
Digital
1 ano
Digital
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaDigitalDigital
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241224
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 432,00
Assine Agora porR$ 216,00R$ 432,00R$ 64,80R$ 100,00
Desconto
EconomizaR$ 151,20R$ 332,00
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 72,00 6x R$ 72,00
Assinando agora você GANHA também Guia ADEGA Guia ADEGA Vinhos do Brasil 2018/2019 + Poster "as cores do vinho"

Boletim Revista ADEGA

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas