Revista ADEGA
Busca

Segundo pesquisadores, defeito da rolha "engana" nosso olfato

Estudo mostra que químico presente em vinhos com defeito na rolha inibem nosso senso olfativo


Rolhas

Segundo uma pesquisa conduzida pela Universidade de Osaka, no Japão, a presença do tricloroanisol (TCA), químico formado por fungos presentes em rolhas de cortiça defeituosas, inibe nosso olfato e faz com que tenhamos sensações pseudo-olfativas.

De acordo com os cientistas, o TCA atrapalha nossa habilidade de detectar outros odores, impedindo os sinais do nariz para o cérebro e isso faz com que imaginemos os famosos aromas de cachorro e papelão molhado, cogumelos, mofo etc, com que geralmente esse defeito, chamado bouchonée, é descrito.

Os japoneses conduziram o estudo com 20 participante, que reagiram à presença do TCA em vinhos californianos, alguns dos quais foram acrescentados substâncias sem odor. Os resultados sugeriram que o TCA suprime os receptores primários de aroma, que convertem odores em sinais eletrônicos para o cérebro. Os pesquisadores acreditam que o cérebro interpreta essa reação com aromas desagradáveis.

“Nossas descobertas mostram que o TCA suprime as células sensoriais e também especulamos que essa supressão pode causar o aroma de bolor típico das rolhas com defeito”, diz o Dr. Hiroko Takeuchi. 

Redação
Publicado em 19/09/2013, às 17h05 - Atualizado em 03/12/2014, às 08h04


Mais Notícias