Vinho - 11.Out

Vinícola investe em mulheres que vão seguir carreira no mundo do vinho


A vinícola sul-africana Jordan Wine Estatete criou um mecanismo de apoio que irá ajudar mulheres no Reino Unido e na África do Sul que querem seguir carreira na indústria vinícola. A iniciativa começará em 2013 com o patrocínio de cursos dedicados a mulheres.

divulgação
Kahty Jordan e seu marido Gary

No Reino Unido a vinícola irá ajudar o Plumpton College, um curso que faz visitas a vinícolas, à região e ensina os processos de fabricação. Na África do Sul a iniciativa irá oferecer a oportunidade de mulheres negras de baixa renda, que estudam jornalismo ou marketing, fazerem cursos na Wine & Spirit Education Trust.

Kahty Jordan, proprietária da vinícola e coordenadora do projeto, afirmou ter escolhido a Inglaterra por ser um mercado muito importante para os vinhos sul- africanos. E conta que na África do Sul existem muitas mulheres negras, que na integração pós-apartheid, se mostrara, muito interessadas no vinho e em sua produção.

No entanto, ela lamenta que o consumo de vinhos no país ainda seja baixo, 7 litros per capita. "Tem muita coisa acontecendo ao redor do mundo do vinho, mas não é nem a ponta do iceberg do que poderia acontecer", fala.

Mais notícias sobre vinhos...

Estréia hoje documentário sobre as pessoas do mundo do vinho
Países nórdicos são principal ponto de crescimento vinícola na Europa
Vinhos em copo, depois criticados, ganham prêmio de melhor vinho
Instituição investe em pesquisas contra doenças em vinhedos
Produtor usa música para melhorar qualidade dos vinhos

Da redação

Publicado em 11 de Outubro de 2012 às 10:22


Notícias