Envelhecimento

3 curiosidades sobre envelhecimento de vinho

Envelhecer e amadurecer são a mesma coisa? Qual o sabor do vinho envelhecido? Brancos também passam por esse processo?


Antes de envelhecer um vinho existem alguns critérios que devem ser levados em conta

É muito comum ouvir a máxima de que vinho velho é sempre melhor. Mas isso não é uma regra. Existem muitos fatores para considerar ao envelhecer um vinho. Hoje em dia, há poucos rótulos que merecem serem guardados por muito tempo. A maior parte deles são fabricados para consumo imediato. Pensando nisso, separamos três curisosidades que você precisa saber sobre envelhecimento de vinho. Confira!

Leia mais:

Como criar um vinho clássico?

Vinho velho é sinônimo de vinho bom?

+ Dez vinhos brancos que podem envelhecer com classe

Brancos também envelhecem?

Vinhos brancos, via de regra, são os que precisam ser consumidos mais rapidamente, pois – já que não possuem uma estrutura de taninos tão forte – não conseguem resistir ao tempo. Contudo, alguns brancos podem, sim, ser guardados. No caso, o principal fator para saber se eles devem ou não aguentar bem o envelhecimento passa a ser a acidez. Alguns dos principais vinhos brancos do mundo – como os melhores Chablis, por exemplo – possuem uma relação de acidez e fruta suficiente para suportar uma ou mais décadas de guarda.

Amadurecer ou envelhecer?

Você sabia que os vinhos AMADURECEM nas barricas de madeira e ENVELHECEM nas garrafas e não o contrário? A barrica muitas vezes funciona como parte da composição da estrutura de um vinho, agregando aromas, lapidando a cor e refinando taninos e acidez. Já na garrafa o vinho estabiliza, arredonda, evolui dentro de si mesmo, sem nenhuma outra substância a não ser as que já estão lá e uma mínima (mínima mesmo) quantidade de oxigênio que pode passar pela rolha de cortiça. É nesse momento que é essencial preservar a temperatura e conservar o vinho fora da luz, para que ele não estrague antes da hora.

Qual o gosto do vinho envelhecido?

Antes de decidir por envelhecer um vinho, você precisa conhecer o seu próprio paladar para ver se é isso mesmo o que quer daquela bebida. Um vinho jovem geralmente terá bastante força nos aromas e no corpo, com muito tanino, acidez e fruta. Se você gosta desta opulência, talvez não vá conseguir apreciar um vinho mais velho, pois, com o tempo, a tendência que é ele se torne mais delicado, com aromas mais sutis, taninos mais macios e um pouco menos de frescor do que quando jovem.

Veja também:

+ Confira o guia prático do vinho

Qual o tempo ideal para guardar um vinho?

ASSINE JÁ A REVISTA ADEGA. DESCONTOS DE ATÉ 76% 

Da redação

Publicado em 16 de Setembro de 2019 às 12:00


Notícias Envelhecimento de vinho amadurecer vinho vinho velho vinho antigo guia do vinho