Espumante

5 dicas para abrir o champagne com sabre

Abrir garrafas de espumante com um sabre é um costume antigo. Conheça a história do sabrage e aprenda essa técnica impressionante


[Colocar Alt]

O sabrage é a técnica de abrir um espumante com sabre e ficou popularizada com Napoleão Bonaparte

Comemorar em companhia dos espumantes é um costume antigo. Em meados do século XVIII, o imperador francês Napoleão Bonaparte, amante dos vinhos de Champagne, tinha um jeito especial de celebrar suas vitórias sobre outros exércitos. Após uma batalha e ainda montados em seus cavalos, o imperador e seu batalhão abriam as garrafas cortando as pontas com seus sabres – um tipo de espada curvada.

Essa prática deu origem ao sabrage, que nada mais é do que a degola do Champagne com essa espada. A técnica consiste em expulsar a rolha que sela a garrafa juntamente com o vidro da ponta do gargalo, em um único golpe com o sabre. É um procedimento bastante simples, mas que deve ser feito com cuidado.

Leia mais:

Como abrir um vinho com saca-rolhas?

+ A maneira correta de abrir espumantes

Como abrir uma garrafa de vinho sem saca-rolhas

Atualmente existem no mercado sabres especiais destinados somente para esse ritual. Eles não possuem lâmina de corte e seu peso e medida são ideais para a execução da técnica. Na verdade, como o ponto central não é o corte, sequer é preciso de um sabre genuíno para isso. Um pedaço de metal plano (uma faca mais pesada talvez) é suficiente. Basta conhecer o procedimento.

Se você ficou curioso e gostaria de tentar, apresentamos a seguir o passo a passo para realizar um sabrage e impressionar seus amigos.

[Colocar Alt]

1  - O lugar para realizar o sabrage deve ser amplo e livre de objetos que podem ser quebrados. É preciso tomar cuidado também com as pessoas que irão assistir à abertura da garrafa. Elas devem estar sempre atrás de quem for realizar o procedimento.

2 - O cuidado se estende à garrafa que será degolada. Ela deve estar bem fria (6o C é o ideal) e não pode ser chacoalhada para não aumentar a pressão interna. Deixe a garrafa descansando em um balde com gelo e água por no mínimo duas horas antes de abrir.

3 -  Com a garrafa devidamente resfriada, deve-se retirar a gaiola de metal que envolve o gargalo e também o lacre. Aproveite e seque o vidro da garrafa para que não haja a possibilidade de a mão de apoio escorregar durante o processo.

4 - O ideal é envolver a garrafa com um guardanapo de pano e deixá-la inclinada para que o sabre deslize por toda a extensão até atingir a boca do gargalo.

5 - A batida nessa junção da boca da garrafa deve ser seca e firme. A pressão interna do líquido é que faz o trabalho, ajudando a expulsar o pedaço de vidro com a rolha. Ou seja, o segredo não está na força empregada, mas no “jeito”. Apenas deixe o sabre deslizar em um movimento contínuo e rápido para a frente, sempre encostado no vidro, e o trabalho estará feito. Se realizado com sucesso, o golpe deixa uma superfície lisa na garrafa e não se perde nada do líquido.

Sabrage realizado, garrafa devidamente aberta. É hora de apreciar a bebida e comemorar como fazia Napoleão.

Veja também:

Confira o guia prático do vinho

Como conservar o vinho depois de aberto?

Napoleão Bonaparte e a vitivinicultura da ilha de Elba

Larissa Palmer

Publicado em 15 de Agosto de 2019 às 20:00


Notícias espumante abrir garrafa abrir espumante de sabre como abrir champagne Napoleão Bonaparte guia do vinho sabrage