mundo vino

Com ajuda de Bordeaux, China ganha cidade do vinho


 

As autoridades chinesas vão nanciar a construção do museu do vinho de 18.000 metros quadrados em Pequim, chamado de “Museu Universal do Vinho” e que deve ser inaugurado em 2021. A construção deve custar cerca de 60 milhões de euros, disse um porta-voz da fundação da Cité du Vin de Bordeaux, que apoiará o projeto.

Situado no distrito de Fangshan, a cerca de
40 quilômetros da Cidade Proibida, o museu de Pequim será a peça central de um projeto maior para criar uma “vila internacional do vinho”; uma espécie de parque temático para vinhos que inclui vinhedos orgânicos, um hotel spa e restaurantes.

 

LEIA MAIS:

» Chineses preferem vinhos doces

» Vinhos: mais um negócio da China

 

Os prédios dos museus foram construídos para se parecer com a vila de Saint-Émilion, na margem direita de Bordeaux, e a estrutura será cercada por vinhedos. O empresário chinês Weixing Tang é um dos líderes do projeto.

Haverá um espaço permanente para exposições de 6.700 metros quadrados, além de um auditório, adega, espaço para aulas e um restaurante. O projeto dará ênfase especial aos vinhos chineses
e franceses. As autoridades esperam que o museu do vinho possa atrair 500 mil visitantes em seu primeiro ano.

 

Da redação

Publicado em 8 de Maio de 2020 às 14:42


Notícias “mundo vino”

Artigo publicado nesta revista