Custo de vinhedos Premium argentinos aumentou 20%

Estudo mostra que, em oito meses, itens que ficaram mais caros foram mão-de-obra, colheita e transporte


Vinhedo Trivento

De fevereiro a setembro de 2013, o custo de manutenção de um vinhedo nas principais regiões da Argentina (Mendoza, Luján de Cuyo e Vale do Uco), subiu 20%. Agora, estima-se esse valor em US$ 6.689,53 por hectare, segundo cálculos do engenheiro Christian Tsallis – baseados em 100 hectares de vinhedos da chamada primeira zona, destinados a vinhos Premium e Super Premium.

O relatório comparou valores de fevereiro deste ano com setembro e mostra que os custos diretos do cultivo (mão-de-obra, colheita, insumos, transporte etc) representam 76%, enquanto que os indiretos (energia elétrica, vendas, contabilidade etc) somam 24% (aqui não se inclui impostos e encargos financeiros).

Segundo Tsallis, o encargo que mais aumentou no período de oito meses foi a mão-de-obra, que teve um incremento de 23%. O custo de colheita e transporte também aumento, com 32%. Assim como os trabalhos mecanizados, com 11%. Os insumos subiram 5%.

Da redação

Publicado em 12 de Setembro de 2013 às 12:09


Notícias custo valor premium vinhedo argentina mão-de-obra