Revista ADEGA
Busca

Túneis para armazenamento de gás ameaçam vinhedos de Finger Lakes

Grupo de enólogos se uniu para rechaçar a proposta de uma empresa de energia


Enólogos da região vinícola de Finger Lakes, nos Estados Unidos, advertiram que a proposta de expansão de uma instalação de túneis subterrâneos para armazenamento de gás apresenta uma ameaça real a seus vinhedos.

O grupo de energia Crestwood Midstream Partners (CMP) quer expandir seus túneis de armazenamento de gás de petroleo nas cavernas de sal perto do lago Seneca. 

Divulgacçaāo

 Enólogos de Finger Lake temem pela saúde de seus vinhedos

No entanto, um grupo de enólogos se reuniu  para expressar suas preocupações a respeito dos danos ambientais que a proposta do CMP pode causar aos seus vinhedos. As 59 vinícolas representadas pediram ao governador do estado de Nova York, Andrew Cuomo, para rejeitar os planos do grupo.

 De acordo com o co-proprietário da vinícola Hazlitt 1852, Douglas Hazlitt, os riscos mínimos de acontecer um acidente de vazamento de gás podem acarretar em grandes danos às vinhas. “Não podemos simplesmente mudar para outro lugar. Levou muitas gerações para produzir vinhos de qualidade com as variedades da região”, afirmou.

Will Ouweleen, co-proprietário de O-Ne-Da e Eagle Crest Vineyards, accredita que 120 vinícolas da região vão assinar a petição contra a instalação dos túneis subterrâneos de gás. "Somos um condado de vinho, não de gás", disse.

O Departamento Estadual de Conservação Ambiental de Nova York não comentou o assunto. Porém, em dezembro, um porta-voz informou à mídia local que um relatório sobre o possível impacto ambiental causado pela proposta do CMP permanece pendente de análise.

Em sua defesa, o grupo CMP disse que as cavernas criadas no lago Seneca tem espaços ideais para o armazenamento de gás sem prejudicar os vinhedos da regiāo.

Redação
Publicado em 25/08/2014, às 08h08 - Atualizado em 03/12/2014, às 08h04


Mais Notícias