Revista ADEGA
Busca

Prosecco, Franciacorta e Alta Langa

Espumantes italianos apresentam seus resultados de 2021

Mercado interno e externo aquecidos para as borbulhas de três regiões produtoras italianas


Cresce a venda de espumantes italianos

As exportações totais cresceram 12% em relação a 2020 e 4% em relação a 2019

As denominações de origem de Prosecco, Franciacorta e Alta Langa estão cheias de motivos para celebrar com suas garrafas de espumante!

O OSVE (Observatório Econômico de Vinhos e Espumantes) apresentou seu relatório anual de vendas e revelou que as borbulhantes garrafas produzidas nas três denominações tiveram expressivo crescimento entre os anos de 2020 e 2021 tanto no mercado interno quanto no mercado externo. As regiões do Trento e do Alto Adige mantiveram as vendas estáveis.

» Polêmica do vinho em lata chega à França

As exportações totais cresceram 12% em relação a 2020 e 4% em relação a 2019 (ano anterior da Pandemia), com vendas que chegaram a quase 7 milhões de euros. No total, foram 620 milhões de garrafas vendidas, sendo que 130 milhões delas foram para os EUA e um pouco mais de 100 milhões para o Reino Unido. E mesmo na França, grande produtora de espumantes além dos Champagne, os italianos comercializaram 21 milhões de garrafas.

O mercado interno, que havia sofrido muito com o fechamento dos bares, hotéis e restaurantes, também se recuperou. Em 2021 os italianos consumiram 208 milhões de garrafas de seus próprios espumantes (aumento de 12% em relação a 2020) e 6 milhões de garrafas de importados (aumento de 5%). O faturamento interno foi de 1.43 mil˙noes de euros (61% deles com produtos nacionais).

Para o presidente da OVSE, Giampietro Comolli, o desafio agora é como manter a tendência positiva no exterior e ter ações que sustentem o consumo no mercado interno. "O consumo hoje é focado no prazer e na satisfação, portanto, é preciso muito mais atenção ao contexto e ao conteúdo e não apenas ao desenvolvimento comercial”, afirma Comolli.

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui

Silvia Mascella Rosa
Publicado em 21/02/2022, às 14h00


Mais Mundovino