Revista ADEGA
Busca

Borgonha enlatado?

Polêmica do vinho em lata chega à França

Segundo pesquisa, 72% dos franceses estão dispostos a beber vinho em lata


Polêmica do vinho em lata chega à França

Para os jovens, o produto é fácil de transportar, em menor volume e ideal para festivais

Entre os dias 14 e 16 de fevereiro aconteceu em Paris a Vinexpo, reunindo profissionais do vinho de todo o mundo e muitas novidades do setor, entre elas os vinhos em lata, que devem chegar em maior número às prateleiras dos mercados franceses já na primavera. Mas a embalagem sustentável e prática mexe com os brios de alguns franceses, quase como oferecer a um italiano uma pizza com abacaxi.

» Rosé de Idris Elba é eleito o melhor vinho das celebridades

Uma pesquisa realizada pela OpinionWay e publicada no começo da feira, revelou que 72% dos franceses estão dispostos a provar vinhos em lata. Esse número sobre para 85% na faixa etária entre os 18 e 24 anos. Para os jovens, o produto é fácil de transportar, em menor volume e ideal para festivais.

Mas a contrapartida veio rápido, em manifestações nas redes sociais e numa pesquisa informal pelas ruas de Dijon, feita pelo canal France Bleu: "Vocês estão prontos para provar vinhos da Borgonha em lata?". As respostas indignadas foram do tipo: "Eu acho que isso denigre o produto", "É um vinho nobre, assim no meu entender não deve ser enlatado".

Mas não são apenas os consumidores dessa que é uma das mais importantes regiões francesas que não concordam com as latas. A produtora Capucine Luzard, do Domaine Luzard à Santenay acredita que o problema do vinho em lata é a “imagem” que ele deixa para o consumidor. E no caso da família Luzard nem é uma questão de tradição, pois alguns dos vinhos da família são embalados em tubos de ensaio de vidro e vendidos para hotéis e companhias aéreas. "Para o consumidor pode paracer uma vantagem essa embalagem, mas o vinho que está na embalagem de vidro segue evoluindo e o mesmo não acontece na lata. Além disso é prejudicial à imagem e ao valor agregado do produto e não apenas da Borgonha, de todas as regiões", afirma a viticultora.

No escritório interprofissional dos Vinhos da Borgonha, nenhum dos 1170 produtores associados pretende enlatar seus vinhos, mas reconhecem que o vinho em lata está ganhando visibilidade. E como polêmica com um vinho na mão é melhor ainda, um dos enlatados da feira foi exatamente um Beaujolais, de 250 ml de uma vinícola de Fleurie dans la Rhône. Anne-Victoire Monrozier, conhecida nas redes sociais como Miss Vicky Wine, é a dona da ideia do "O Joie": "Estamos especialmente no mercado inglês e asiático, mas eu acredito que existe sim mercado para vinho em lata na França. É um vinho fácil, que estará nos pequenos mercados, na venda online, nos hotéis e criará novos momentos para se consumir vinho, que pode ser facilmente transportado para onde quer que você vá sem pesar na bagagem. São 10 gramas de alumínio e o restante é vinho", argumenta Anne-Victoire.

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui

Silvia Mascella Rosa
Publicado em 20/02/2022, às 09h00


Mais Mundovino