Mundovino

Frase de Cavani que rendeu punição por racismo vira nome de vinho no Uruguai

O jogador do Manchester United foi punido com suspensão de três jogos e multa


 

Vinho uruguaio estampa no rótulo a polêmica frase que rendeu punição ao jogador de futebol Cavani

O jogador de futebol uruguaio Edinson Cavani que atua pelo Manchester United causou polêmica ao utilizar a expressão "Gracias Negrito" ao agradecer um amigo nas redes sociais. A frase foi considerada racista e rendeu ao jogador uma suspenão por três partidas mais uma multa de 100.000 Libras.

LEIA MAIS

» Paula Toller anuncia nova safra da linha de espumante com o seu nome

» Vinhos e vinhas bordalesas retornam do espaço

A polêmica foi maior porque no Uruguai a expressão não é considerada racista e sim carinhosa, porém o argumento não foi aceito pela Federação Inglesa de Futebol. Cavani aceitou a punição, explicou em suas redes sociais o significado na sua terra natal do que escreveu, porém entendeu que a compreensão da frase pode ser diferente.

Os uruguaios, no entanto não gostaram da punição e lançaram uma verdadeira campanha a favor do jogador e foi nessa onde que uma vinícola teve a ideia de lançar um vinho com a frase proferida como nome e vem fazendo grande sucesso. "Mexeram com um uruguaio, mexeram com todos nós", diz Silvana Rosas criadora do vinho.

"A reação foi uma loucura. As pessoas entenderam que foi com amor. E o preço é representativo, não tem muita rentabilidade" completou a empresária que está vendendo o vinho por 340 Pesos a garrafa - cerca de R$ 42,00.

Em um manifesto, a Academia de Letras do Uruguai afirmou que as palavras "negro" e "negra", assim como seus diminuitivos, podem ser usadas de maneira amigável e a punição é um sinal de ignorância. O jornal esportivo Olvación foi na mesma linha e escreveu em seu editorial que a suspensão e multa aplicada a Cavani foi um "atentado contra a cultura do país sul-americano".

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

André De Fraia

Publicado em 16 de Janeiro de 2021 às 10:00


Notícias Cavani Vinho Polêmica Racismo