Mundovino

Vinhos e vinhas bordalesas retornam do espaço

Projeto levou 12 garrafas de vinho e 320 vinhas por um ano para Estação Espacial Internacional


 

Vista da Estação Espacial Internacional que recebeu as vinhas e vinhos por um ano

Retornaram do espaço doze garrafas de vinho e 320 vinhas – 160 de Cabernet Sauvignon e 160 de Merlot – que passaram um ano dentro da Estação Espacial internacional. O objetivo do programa é entender como esses vinhos e as plantas evoluiriam em gravidade zero e grande estresse.

LEIA MAIS

» Roubo inusitado na Moët & Chandon em Champagne

» Má aplicação de herbicida teria causado mais prejuízo nos parreirais do que o informado

A nave de carga SpaceX Dragon caiu no oceano Atlântico, próximo à Flórida, o mau tempo, no entanto atrasou a recuperação da nave em um dia. Após a carga ser resgatada, os vinhos e as vinhas irão para a França. A Universidade de Bordeaux fará uma análise e a comparação com amostras de controle que ficaram na terra.

“Faremos todo um sequenciamento do genoma das plantas, para dar uma visão clara de todas as mudanças no DNA que poderiam ter acontecido na permanência na ISS”, contou Nicolas Gaume, CEO da Space Cargo Unlimited, empresa que realiza a pesquisa.

Os vinhos que não tiveram seu rótulo revelado, apenas se sabe é que são todos provenientes do mesmo produtor e da mesma safra, passarão por uma análise química e uma degustação que está marcada para o início de março.

O projeto Mission Wise da Space Cargo Unlimited visa compreender como as plantas podem se adaptar em estresse climático e ajudar na agricultura mais sustentável.

Não é a primeira vez que estes testes são feitos com vinhos e parreirais, a ADEGA já noticiou quando chineses e a NASA enviaram amostras para o espaço para estudar a viabilidade de produção de vinhos na gravidade zero.

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

André De Fraia

Publicado em 14 de Janeiro de 2021 às 16:00


Notícias Vinho Vinha Parreiras Estação Espacial Internacional Espaço Bordeaux