Vinícolas do mundo

Irmãos de Bilbao buscam clima seco por problema de saúde e fundam CVNE em Rioja


 

Projetada pelo estúdio de arquitetura de Gustave Eiffel, em 1909, a vinícola construiu a primeira adega de fermentação de concreto na Espanha, nos anos 1940

Situada em Haro, no bairro de La Estación, a Compañía Vinícola del Norte de España (CVNE) foi fundada em 1879 pelos irmãos Raimundo e Eusebio de Asúa. Oriundos de Bilbao, eles decidiram procurar um clima mais seco, como o de Rioja, para conter os problemas de saúde relacionados à asma de Eusebio.

 

LEIA MAIS

» Angelo Salton e a vinícola que se torna a maior produtora de espumantes no Brasil

» Irmãos escoceses dos tecidos fundam a Graham’s ao receber tonéis de vinho como pagamento

 

A propriedade tem cerca de 500 hectares, em área de solos argilosos calcários, ferrosos e aluviais, sob a influência do Oceano Atlântico e climas mediterrâneos

Em Haro, conheceram Isidro Corcuera, um viticultor local com quem entraram nos negócios, comprando e misturando vinhos jovens. Foi o momento perfeito para empreender, porque as vendas de Rioja prosperavam enquanto a filoxera devastava os vinhedos na França.


Atualmente, a CVNE é composta por quatro vinícolas (CVNE, Imperial, Viña Real e Contino) e é administrada pela quinta geração da família Asúa, com Victor Urrutia como presidente da empresa, e sua irmã, María, como diretora de marketing.

 

A Adega Imperial é uma vinícola independente dentro da CVNE, que utiliza cubas de carvalho francês de diferentes capacidades para fermentação, a fim de separar parcelas individuais de terrenos distintos

 

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

 

Da redação

Publicado em 12 de Julho de 2020 às 15:00


Notícias