Revista ADEGA
Busca

Mundovino

Le Mans – vinho vira combustível numa das maiores corridas de carro do mundo

Empresa petroquímica com sede em Paris faz biocombustível à base de resíduos de vinificação


Le Mans

Os carros prontos para uma das provas mais tradicionais do automobilismo

A empresa petroquímica TotalEnergies com sede em Paris anunciou que disponibilizará um biocombustível a base de resíduos de vinificação para impulsionar os carros nas 24 horas de Le Mans em 2022.

» Pesquisas mostram que o vinho ajuda até na saúde do seu fígado

"Nossa ambição é ser um player importante na transição energética e chegar a emissões líquidas de carbono zero até 2050", declarou Patrick Pouyanné, presidente e CEO da TotalEnergies.

O biocombustível batizado de “Excellium Racing 100” é 100% renovável e utilizará borra de vinho e bagaço de uvas provenientes de vinícolas francesas misturados a um subproduto do etanol chamado Éter Etil Terbulítico ou ETBE.

De acordo com a companhia o motor terá maior eficiência e reduzirá a emissão de carbono em pelo menos 65%, além de dar um destino aos resíduos das vinícolas francesas.

» Duque italiano x Sting: acusação de trapaça é "calúnia venenosa"

A corrida número 90 da maior prova de endurance do mundo ocorrera no circuito de La Sarthe na cidade de Le Mans, na França, no dia 11 e 12 de junho de 2022.

Para finalizar uma curiosidade de vinho – mais especificamente Champagne – e automobilismo, foi lá no La Sarthe em Le Mans que se iniciou a história de estourar o espumante. Reza a lenda que após uma prova no icônico circuito o vencedor, o suíço Jo Siffert, recebeu uma garrafa de Champagne que, devido ao calor, expeliu a rolha e deu um banho em todos. A “ideia” foi um sucesso imediato e até hoje segue como um dos ritos das provas de automobilismo.

Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui

André De Fraia
Publicado em 31/08/2021, às 13h50


Mais Mundovino