Mundovino

Duque italiano x Sting: acusação de trapaça é "calúnia venenosa"

O cantor disse que teria sido enganado na compra de sua vinícola toscana Il Palagio


 

Sting disse que havia sido trapaceado na compra do Il Palagio

Após Sting acusar o antigo dono de sua vinícola na Toscana, a Il Palagio, de fraude durante as negociações da propriedade, o filho do Duque tratou de responder por meio de uma carta enviada a diversos jornais italianos e acusar o cantor de mentir sobre a história.

» Depois de vender 1 milhão de Prosecco, Kylie Minogue lança vinho rosé da Provence

“Além do fato de que um cavalheiro, com experiência internacional como Sting, não deveria confundir Barolo com Chianti, Nebbiolo com Sangiovese, nada poderia ser mais estranho ao caráter, hábitos, comportamento do meu pai, em uma palavra, seu espírito, do que se comportar como um estalajadeiro vigarista".

Palavras de Simone San Clemente Jr, filho do falecido “Duque” que Sting acusou de servir um Barolo como se fosse o vinho da casa.

O duque, Simone San Clemente, faleceu em 2012 e esse fato também fez com que Simone Jr levantasse suspeitas sobre a conduta de Sting. “Meu pai viveu até 2012, então Sting teve tempo de permitir que ele respondesse pessoalmente às suas suspeitas”, diz ele.

Casa principal da propriedade do cantor Sting na Toscana

A briga entorno da propriedade é antiga. A família aristocrata já havia reclamado das obras feitas na propriedade dizendo que Sting transformou um palácio toscano em “um resort estilo Palm Beach”.

A carta finaliza com Simone Jr. utilizando o nome de batismo de Sting e cobrando uma retratação por parte do cantor: “Acho que o Sr. Gordon Matthew Thomas Sumner deve a mim e à minha família um pedido de desculpas”.

Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

André De Fraia

Publicado em 25 de Agosto de 2021 às 11:10


Mundovino Sting Vinícola Toscana Itália Il Palagio Sting foi enganado Vinho Resposta Duque