Revista ADEGA
Busca

Garrafa amiga do meio ambiente

Moët Henessy lança rosé em garrafa feita com plástico retirado dos oceanos

Sabe aquela sacola plástica que foi parar sem querer no oceano? Ela agora pode ser sua nova garrafa de vinho feita com plástico retirado de áreas costeiras


Garrafa sustentável da vinícola que quer produzir o vinho mais ecológico possível
Garrafa sustentável da vinícola que quer produzir o vinho mais ecológico possível

A gigante do mundo de luxo LVMH Moët Hennessy Louis Vuitton SE, proprietária de marcas de luxo como Louis Vuitton, Givenchy e TAG Heur e vinícolas como Château Cheval Blanc, Château d’Yquem, Moêt & Chandon e Veuve Clicquot, lançou o seu primeiro rosé de Provence em garrafa de plástico.

Mas não qualquer plástico. Afinal, o material utilizado na confecção das garrafas é obtido em áreas costeiras. Isso mesmo. Além de ser plástico reciclado é plástico retirado de nossos oceanos pelo projeto POP - Prevented Ocean Plastic.

E a sustentabilidade não para por aí. A propriedade Château Galoupet adquirida pela LVMH em 2019 e produtora do vinho, tem como objetivo produzir o vinho mais ecológico possível. A vinícola trabalha em projetos para preservar a biodiversidade local de Provence, a vida das abelhas na região e tem um trabalho para ser carbono positiva, ou seja, retirar mais carbono da atmosfera do que aquele que ela produz.

O vinhedo da Galoupet está em conversão para a viticultura orgânica e no vinho ou nas uvas não é utilizado nenhum produto sintético.

A garrafa é fabricada pela Packamama, anteriormente conhecida como Garçon Wines que já foi matéria aqui por ser uma das 10 garrafas mais inusitadas do mundo do vinho, e é totalmente reciclável. Pesando apenas 63 gramas – quase 10 vezes mais leve que uma garrafa padrão – e com um formato plano, é 40% menor espacialmente do que uma embalagem de formato circular, o que o torna mais eficiente para embalar e transportar.

André De Fraia
Publicado em 12/04/2022, às 16h00


Mais Mundovino