Os olhos da China se voltam para a Borgonha

Antes focados nos vinhos de Bordeaux, os chineses agora trocam o líquido das taças pelos borgonhas


Asia - Vinho

Durante muitos anos os vinhos mais bem reputados na Ásia, principalmente entre os chineses, foram os vinhos de Bordeaux. Segundo especialistas, os grandes nomes de Bordeaux são considerados pelos chineses como um símbolo de elevação social e são, também, excelentes presentes corporativos num país onde essa é uma prática levada a sério.

O plano de austeriade econômica implantado recentemente pelo premiê chinês e os altos preços dos vinhos de Bordeaux vem, no entanto, modificando esse cenário.

Embora no Japão os vinhos da Borgonha já desfrutassem de enorme prestíigio, tendo crescido em um bom ritmo entre 2004 e 2009 (ano da crise mundial) e voltado a crescer agora que a economia voltou a se estabilizar no país, o mesmo não acontecia na China até bem pouco tempo.

O BIVB (Câmara setorial do vinho da Borgonha) revelou em seu relatório anual que o pedaço de mercado ocupado pelos seus vinhos na região na China atingiram, em 2012, 6% do total exportado para a Ásia, em comparação a apenas 1% no ano de 2007. Para o BIVB, Hong Kong e China são o mercado em mais rápido crescimento.

A China, dessa forma, já representa o 4o maior mercado de exportação para a região da Borgonha, ficando atrás - apenas - dos Estados Unidos, do Reino Unido e do Japão (que unidos somam quase metade das exportações da região).

De olho nesse mercado, o BIVB mudou seu escritório central de Cingapura para Hong Kong, que vem a ser, também, a cidade mais importante do mundo para os leilões de vinho e uma importante locação para a distribuição de produtos por toda a Ásia.

 

smr

Da redação

Publicado em 27 de Agosto de 2013 às 14:00


Notícias China Ásia Borgonha Bordeaux Hong Kong exportação