Revista ADEGA
Busca

Primeiro Ministro francês segue exemplo do presidente e leiloa vinhos de sua adega

Em abril, parte da adega do presidente francês já havia sido colocada à venda


Jean-Marc Ayrault

Jean-Marc Ayrault 

Depois de o governo da França ter colocado à venda parte dos vinhos da adega presidencial para renová-la e ajudar a custear novas aquisições, visando diminuir os custos, agora é a vez do Primeiro Ministro francês, Jean-Marc Ayrault ajudar o país a levantar fundos através de leilão de vinhos de sua adega.

Um total de 1.400 garrafas da residência oficial do ministro em Matignon serão leiloadas em Paris nesta sexta-feira, dia 6 de dezembro. “Elas estão guardadas em ótimo estado e valem entre 15 e 5.500 euros”, apontou a casa de leilões Drouot. Entre os vinhos ofertados estão Mouton-Rosthschild 2000, Romanée-Conti 2004 e La Tâche 1990.

Em maio, 1.200 garrafas da adega presidencial, de François Hollande, foram leiloadas. Oficialmente, o propósito dos leilões foi liberar fundos para rejuvenescer a coleção presidencial, mas os lucros foram investidos em vinhos mais modestos e o excedente de orçamento foi para os cofres governamentais.

Redação
Publicado em 06/12/2013, às 11h15 - Atualizado em 03/12/2014, às 08h04


Mais Notícias