Mundo Vino

Projeto lançará primeiro Barolo carbono zero

Iniciativa é da FPT Industrial e a histórica vinícola Fontanafredda


 

Trator produzido pela FPT Industrial utiliza biometano como combustível

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

A indústria de motores pesados para caminhão, ônibus e máquinas agrícolas FPT Industrial com sede em Turim na Itália se juntou à vinícola Fontanafredda para produzir o primeiro Barolo carbono zero. O projeto inicia já na safra 2021 e prevê para 2025 a chegada das garrafas ao mercado.

A icônica vinícola italiana, fundada pelo primeiro rei da Itália Vitor Emanuel II, possui um largo histórico de políticas sustentáveis. Além de vinhedos 100% orgânicos certificados, o projeto nascido em 2010 Rinascimento Verde trouxe uma viticultura alinhada com as políticas ambientais modernas. Na vinícola há um uso estratégico e inteligente da água com reutilização e purificação antes de ser despejada novamente na natureza. A energia que a Fontanafredda usa é 100% solar e as embalagens de vidro, papel e papelão são produzidas a partir de materiais recicláveis.

Até a rolha é pensada, todas são 100% inteiriças e retiradas por empresas que garantem a sustentabilidade no processo e impacto mínimo no meio ambiente. O uso de produtos químicos em qualquer fase da produção é proibido pela vinícola.

Assim, o próximo passo lógico seria o abandono completo de veículos movidos a combustíveis fósseis. “A chegada de tratores movidos a biometano irá permitir-nos reduzir as emissões a zero na vinha”, explicou em nota a vinícola.

» “Uma taça de vinho todos os dias”, diz freira com 117 anos

» Qual a temperatura ideal para o vinho?

» Barolo e a unificação do reino da Itália

A tecnologia desenvolvida pela FPT Industrial utiliza resíduos agrícolas para produzir o biometano, e o novo trator, que já será utilizado na próxima vindima, terá a mesma potência e torque dos movidos a diesel e utilizados até então. “Fontanafredda está comprometida há anos com a sustentabilidade ambiental, no campo, aplicando a agricultura orgânica, e na adega, utilizando leveduras nativas.” Continua a nota da empresa, “Com a colheita de 2021, graças à FPT Industrial, até a mobilidade na vinha torna-se sustentável. ".

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

André De Fraia

Publicado em 24 de Fevereiro de 2021 às 17:00


Notícias Barolo Sustentabilidade Carbono Zero Biometano Vinho Sustentável