Revista ADEGA
Busca

Mundovino

Remador francês que tentava recorde e levava Sauternes e Champagne para comemorar é encontrado morto

Jean-Jacques Savin chamou a atenção pelos 75 anos e por escolher as bebidas como forma de comemorar o possível recorde


Francês de 75 anos morre tentando cruzar o Oceano Atlântico a remo

Jean-Jacques Savin em foto de 2021. Foto: Philippe Lopes/AFP

Infelizmente a aventura Jean-Jacques Savin não terminou como ele e todos queríamos.

O francês de 75 anos saiu no dia primeiro de janeiro de Portugal rumo à Martinica no Caribe francês e lutava para estabelecer o recorde de pessoa mais antiga a conseguir a travessia do Atlântico remando.

» Vinho, queijo e café. As chaves para um coração saudável

Para a comemoração Savin levava entre seus pertences uma garrafa de Champagne e um vinho de Sauternes, sua terra natal. Porém, a equipe do aventureiro ficou sem notícias dele após a noite de quinta-feira quando ele acionou seus sinalizadores perto dos Açores.

A morte foi confirmada no sábado quando mergulhadores encontraram seu barco virado e o corpo de Savin. “Infelizmente, o oceano desta vez foi mais forte do que nosso amigo”, anunciou a página oficial do remador que narrava suas aventuras.

A embarcação Audacious (“audacioso” em inglês) já havia enfrentado contratempos e havia alterado a rota em mais de 900 kms devido a fortes ventos nos primeiros dias. Em sua última publicação nas redes sociais, Savin relatou que estava enfrentando ondas e vento forte. A causa do acidente ainda não está esclarecida.

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui

André De Fraia
Publicado em 24/01/2022, às 14h00


Mais Mundovino