Mundovino

Resveratrol mostra potencial eficácia para a tratamento de endometriose

Novo estudo descobriu que o resveratrol pode ajudar efetivamente mulheres que sofrem dessa doença ginecológica


Resveratrol pode ajudar no tratamento de endometriose

Pesquisa mostrou melhora e controle da endometriose em mulheres com estágio mais avançado

A endometriose é uma condição em que o tecido que reveste o útero pode também crescer em áreas como ovários, trompas ou alça do intestino.

» Pesquisas mostram que o vinho ajuda até na saúde do seu fígado

 É uma doença progressiva que pode causar dor crônica, forte sangramento e infertilidade. Comum, hoje afeta mais de 10% das mulheres americanas entre 15 e 44 anos.

Ainda não há cura conhecida para essa doença, mas os médicos acreditam que uma das melhores opções de tratamento são os anti-inflamatórios.

É aí que entra o resveratrol.

Estudo publicado na revista Nature, foi feito pela equipe da Universidade de Ciências Médicas do Irã, em Teerã. Os pesquisadores fizeram a coleta de células endometriais de quarenta pacientes que sofrem da doença em estágio 3 e 4, bem como de 15 pacientes sem a doença. Isolaram as células e as trataram as diretamente com altas quantidades de resveratrol.

O resultado foi que o resveratrol suprimiu todas as células controlando a inflamação e mantendo a condição sob controle. Ainda a equipe de pesquisa alerta que outras pesquisas precisam ser feitas. O número de células coletadas das pacientes era pequeno e apenas foram estudadas as células de mulheres que apresentavam estágios mais graves da doença.

Ainda resta saber também, qual seria a quantidade da dose regular de resveratrol para o tratamento, pesquisas iniciais indicam que seria necessário um suplemento e não apenas uma taça de vinho tinto.

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

Assine ADEGA

Glaucia Balbachan

Publicado em 20 de Outubro de 2021 às 19:00


Mundovino Vinho e saúde Endometriose Resveratrol Vinho Vinho tinto Anti-inflamatório