Escola do vinho

Uma casta com diversos nomes, esta é a Tempranillo

Tinta Roriz e Aragonez são um dos nomes mais conhecidos dessa casta


 

Tempranillo na Espanha, Tinta Roriz no Douro e Aragonez no Alentejo. Alguns dos nomes mais conhecidos dessa casta

A Tempranillo, a mais famosa variedade da Espanha, possui diversos sinônimos. Em Portugal, por exemplo, ela pode ser chamada de Aragonez (ou Aragonês) no Alentejo e Tinta Roriz no Douro.

LEIA MAIS

» Carignan, Mazuelo ou ainda Cariñena, nomes diferentes para a mesma casta

» Grenache, Garnacha ou Cannonau. Conheça os diferentes nomes dessa casta

Na própria Espanha, ela pode receber o nome de Cencibel (Castilla-La Mancha), Chincillana (Extremadura), Tinta del País (Rioja), Tinta de Toro (Castilla-La Mancha), Tinto Fino (Madrid), Ull de Llebre (Albacete) etc.

As primeiras menções às uvas “Tempranillas” (de maturação antecipada) são do século XIII em Ribera del Duero, mas de forma bastante vaga. O primeiro sinônimo conhecido data de 1513, como Aragonés, uma variedade descrita como sendo de Castilla, Extremadura e Andaluzia. Ainda assim, como o nome deriva do reino de Aragão, não é possível determinar se ela foi anterior.

Tinta del País plantada na região de Rioja

A primeira menção confiável à Tempranillo é de 1807. Apesar de ser uma cepa tipicamente ibérica, ela se espalhou pela França, especialmente no Languedoc, mas também é encontrada na Itália e outros países do mundo, inclusive no Brasil. 

 A ADEGA separou duas dicas de vinhos, os dois portugueses, com essa casta. Um 100% Tinta Roriz, o segundo um corte em que a Aragonês é a estrela, confira abaixo:

QUINTA DO CRASTO TINTA RORIZ 2013 - AD 94 pontos

Quinta do Crasto, Douro, Portugal. Tinto elaborado exclusivamente a partir de uvas Tinta Roriz advindas de vinhedo de mais de 30 anos, com estágio de 16 meses em barricas de carvalho francês. Num estilo estruturado e potente, mas com equilíbrio, mostra frutas vermelhas, depois aparecem notas minerais, de ervas e de especiarias. Impressiona pelos taninos finos e de ótima textura. Tem final longo e cativante, com toques de grafite e alcaçuz. Álcool 14,5%.  

PIMENTA PRETA TINTO 2015 - AD 89 pontos

Casa Agrícola Alexandre Relvas, Alentejo, Portugal. Tinto composto de 50% Aragonês, 25% Syrah e 25% Trincadeira, com estágio de 40% do vinho em barricas de carvalho durante seis meses. Mostra aromas de ameixas e amoras, bem como notas florais, tostadas e de especiarias doces, que também aparecem na boca. Frutado, estruturado e carnudo, tem acidez refrescante, ótima textura de taninos e final de boa persistência, com toques terrosos e especiados. Álcool 14,5%.

Para conhecer mais dicas clique aqui para os mellhores Tempranillos que a ADEGA já degustou, aqui para os vinhos com Aragonez e aqui para os Tinta Roriz.

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

 

Da redação

Publicado em 14 de Novembro de 2020 às 18:00


Notícias Tempranillo Tinta del País Aragonez Tinta Roriz Vinho Uva