Revista ADEGA
Busca

Bom para os olhos

Redução do risco de catarata. Vinho tinto pode ser a solução

Pode parecer que vinho e visão quase não têm nada a ver, mas uma pesquisa mostra que o consumo de vinho tinto reduz o risco de desenvolver catarata


Segundo pesquisa, o consumo moderado de vinho tinto reduz em 14% a necessidade de cirurgia de catarata
Segundo pesquisa, o consumo moderado de vinho tinto reduz em 14% a necessidade de cirurgia de catarata

Um estudo publicado na American Academy of Ophthalmology descobriu que a ingestão de álcool em quantidades baixas ou moderadas pode ajudar a prevenir problemas oculares relacionados à idade. Entre outras coisas, a pesquisa descobriu que pessoas mais velhas que bebem de três a quatro vezes por semana têm um risco menor de necessitar de cirurgia de catarata. 

O pesquisador Anthony Khawaja e uma equipe do Instituto de Oftalmologia da University College London e do NIHR Moorfields Biomedical Research Centre analisaram a associação entre a ingestão de álcool e a incidência de cirurgia de catarata em dois extensos conjuntos de dados de pesquisas médicas. 

Os resultados mostraram que os bebedores de álcool eram menos propensos a se submeter à cirurgia de catarata do que os não bebedores. Mas houve um aumento do risco de cirurgia de catarata para aqueles com maior frequência de ingestão de álcool. “O menor risco de cirurgia de catarata foi observado em participantes que beberam álcool de três a quatro vezes por semana. Para participantes que bebiam diariamente ou quase diariamente, o risco era semelhante àqueles que bebiam apenas uma a três vezes por mês”, afirmou o pesquisador. 

O vinho tinto mostrou o efeito protetor mais importante com um risco 14% menor de cirurgia, seguido por cerveja e destilados com 13 a 14% e vinho branco e Champagne com 10%. Khawaja diz que ficou surpreso ao encontrar uma associação protetora entre o álcool e a cirurgia de catarata. Os pesquisadores levantam a hipótese de que os componentes ricos em antioxidantes do vinho tinto podem oferecer proteção contra o desenvolvimento de catarata. 

Redação
Publicado em 07/05/2022, às 08h00


Mais Mundovino