Bâtonnage

Vinhos brancos que passaram pelo processo bâtonnage

A técnica bâtonnage que ajuda a produzir alguns dos melhores brancos do mundo


A bâtonnage geralmente é usada para di­minuir aromas redutivos dos vinhos, promover a liberação de substâncias benéficas das leveduras mortas na bebida (como polissacarídeos, amino ácidos e ésteres), aumentar a cremosidade e vis­cosidade, criar aromas mais complexos, dar mais profundidade, ajudar a integrar melhor as carac­terísticas da madeira etc.

Diversos grandes brancos, como alguns óti­mos Chardonnay borgonheses e californianos, são feitos usando essa técnica, que cria uma agi­tação no vinho, turvando-o com as borras agora em suspensão, para, no final, com a “paz” reesta­belecida, dar-lhe características singulares.

Leia também:

A Chardonnay de Coppo em Piemonte

Vinhos brancos podem envelhecer com classe?

Bâtonnage: técnica importante na produção de vinhos brancos

BRANCOS QUE PASSARAM POR PROCESSO DE BÂTONNAGE

AD 90 pontos

[Colocar Alt]

AURORA PINTO BANDEIRA CHARDONNAY 2015

Aurora, Pinto Bandeira, Brasil. Branco elaborado exclusivamente a partir de Chardonnay, parcialmente fermentado em madeira, com posterior estágio de três meses em barricas de carvalho. Nessa safra 2015 está mais equilibrado, mostrando a madeira como coadjuvante, entregando certa textura e cremosidade ao vinho, mas sem ofuscar sua fruta tropical exuberante e sua acidez vibrante. Grande versão desse branco, que tem todos os requisitos para ficar ainda melhor nos próximos cinco anos. Álcool 12,5%. EM

AD 91 pontos

BRAMITO DEL CERVO 2015

[Colocar Alt]

Castello della Sala, Umbria, Itália. Branco elaborado exclusivamente a partir de Chardonnay, com fermentação em barricas de carvalho francês e posterior estágio de cinco meses de parte do vinho em barricas e do restante em tanques de aço inox. Apresenta aromas de frutas tropicais, bem como notas florais, minerais e de especiarias doces, além de toques herbáceos e de frutos secos. É frutado, estruturado, equilibrado, tem madeira bem integrada, bom volume de boca, acidez refrescante e final persistente e agradável. Álcool 12,5%. EM

AD 92 pontos

COVA DA URSA CHARDONNAY 2015

[Colocar Alt]

Bacalhôa, Península de Setúbal, Portugal. Branco elaborado exclusivamente a partir de Chardonnay, com fermentação e estágio em barricas novas de carvalho francês. Nessa versão, mostra-se mais fresco, tenso e vibrante, mantendo-se estruturado e com ótimo volume de boca, tudo temperado por frutas tropicais e de caroço mais frescas, além de complexas notas florais, minerais e de especiarias doces. Tem ótima acidez, textura cremosa e final cheio e longo, com toques salinos e cítricos, que convidam a mais uma taça. Álcool 14%. EM

AD 93 pontos

DOMAINE LEFLAIVE MÂCON-VERZÉ 2012

[Colocar Alt]

Domaine Leflaive, Borgonha, França. Entre os melhores produtores de brancos do mundo, o Domaine Leflaive elabora este vinho exclusivamente a partir de Chardonnay, com fermentação e estágio de 15 meses em barricas de carvalho francês. Cativante e complexo, mostra notas minerais, florais, de especiarias doces e de frutos secos, que envolvem as frutas cítricas e tropicais. Untuoso e cheio de camadas, é super fresco e vibrante, mas também sedoso, revelando um lado amanteigado cativante e sedutor. Tem ótima textura e final cheio e profundo, com toques minerais e de fruta madura. Uma delícia. Álcool 12,5%. EM 

AD 91 pontos

GUY SAGET VOUVRAY 2014

[Colocar Alt]

Domaine Guy Saget, Loire, França. Branco elaborado exclusivamente a partir de Chenin Blanc, sem passagem por madeira. Um clássico dessa uva, mostra cativantes aromas de frutas brancas e de caroço maduras envoltas por notas florais, herbáceas e minerais, além de toques de especiarias e de mel. Gostoso de beber, tem acidez vibrante e gostosa textura, que equilibram seu estilo mais maduro. Chama atenção pela cremosidade, volume de boca e final persistente, que pede a companhia de carnes brancas mais gordurosas. Álcool 11%. EM

AD 91 pontos

NAPA CELLARS CHARDONNAY 2013

[Colocar Alt]

Napa Cellars, Califórnia, Estados Unidos. Branco elaborado exclusivamente a partir de Chardonnay, com estágio de 7 meses em barricas de carvalho francês e americano. Mostra fruta muito madura lembrando abacaxi em calda, seguida de notas de especiarias doces, além de toques de frutas brancas em compota. Tem bom volume de boca, ótima textura, gostosa cremosidade e final cheio, com toques minerais e de frutas cítricas confitadas. Álcool 14,2%. EM

AD 92 pontos

SCHIOPETTO PINOT GRIGIO COLLIO 2012

[Colocar Alt]

Schiopetto, Friuli, Itália. Elaborado exclusivamente a partir de Pinot Grigio, sem passagem por madeira, mas mantido em contato com as leveduras durante oito meses antes de ser engarrafado. Mostra aromas de frutas brancas maduras lembrando peras e maçãs, bem como típicas notas florais, herbáceas e minerais, além de toques de amêndoas. No palato, é redondo, estruturado, conseguindo aliar tensão e finesse. Vertical, tem bom volume de boca, acidez vibrante e final persistente, com toques salinos e de frutos secos. Álcool 14%. EM

Arnaldo Grizzo

Publicado em 26 de Junho de 2019 às 15:00


Notícias Bâtonnage vinho branco Chardonnay

Artigo publicado nesta revista