Revista ADEGA
Busca

Futuro incerto

Aquecimento global preocupa produtores ingleses

Uma pesquisa da Universidade de East Anglia revelou que as variações climáticas podem comprometer a vitivinicultura na Inglaterra


Segundo um estudo da Universidade de East Anglia, no Reino Unido, as variações climáticas podem comprometer a vitivinicultura na Inglaterra.

O estudo examinou as relações entre temperatura, precipitações, eventos climáticos extremos e – apesar de o aumento das temperaturas ser visto como um benefício – os rendimentos em regiões vinícolas podem variar muito.

A opção por adotar as variedades de Champagne tornou esse fato ainda mais pronunciado. “Analisamos as temperaturas médias das duas últimas décadas, que estiveram acima do mínimo para viticulturas de clima frio, mas os rendimentos variaram bastante”, afirmou Alistair Nesbitt, líder da pesquisa. Segundo ele, umidade e frio nos meses de floração, assim como clima ruim no inverno, resultam em rendimentos terrivelmente baixos.

Apesar de as temperaturas no Reino Unido se compararem às de Champagne na década de 1970, os rendimentos são muito mais baixos, com cerca de 2.100 litros por hectares, enquanto os franceses têm 10 mil.

Redação
Publicado em 07/06/2016, às 11h00 - Atualizado às 11h29


Mais Notícias