Cientistas dinamarqueses questionam as propriedades do resveratrol

Universidade de Copenhague


Nos últimos anos, inúmeras pesquisas mostraram os benefícios do resveratrol para a saúde do corpo, sendo uma possível fonte de "eterna juventude". Porém, cientistas dinamarqueses realizaram testes que refutam, ao menos, uma propriedade do composto: aumentar os benefícios dos exercícios físicos para a saúde cardiovascular.

Buscando conhecer melhor o funcionamento do resveratrol no corpo humano (os testes anteriores haviam sido feito em ratos), pesquisadores da Universidade de Copenhague recrutaram 27 homens, entre 60 e 72 anos, que foram submetidos a provas físicas durante oito semanas. Todos tinham boa saúde, mas eram sedentários.

Os voluntários, então, foram divididos em dois grupos: um que recebeu suplemento diário de antioxidante (resveratrol) e outro que recebeu placebo. Durante as oito semanas, todos eles praticaram exercícios intensos e fizeram exames para comparar as condições cardiovasculares anteriores e posteriores ao experimento.  Para a surpresa geral, aqueles que receberam suplementos de resveratrol tiveram os efeitos dos exercícios físicos anulados, como baixa na pressão e nos níveis de colesterol.

Segundo os resultados do estudo, que foi publicado no Journal of Physiology, em homens de mais idade, o consumo de suplemento de resveratrol bloqueia muitos dos benefícios trazidos pelos exercícios físicos ao coração. Os pesquisadores ainda alertaram para a importância de realizar estudos em humanos para ter certeza dos benefícios de certas substâncias.

Da redação

Publicado em 25 de Julho de 2013 às 11:57


Notícias ciêntistas dinamarqueses questiona propriedade resveratrol