Vinícolas do mundo

Com detalhes únicos de arquitetura, a Bodegas Olarra foi construída para reverenciar o vinho

Templo riojano do vinho tem, por exemplo, teto que evita mudanças repentinas de temperatura


As 111 cúpulas hexagonais que coroa a sala de barricas

O edifício com formato singular da Bodegas Olarra, em Logroño, coração da região de Rioja, na Espanha, foi projetado pelo arquiteto Juan Antonio Ridruejo em 1973 e, desde então, é considerado um tratado de arquitetura aplicado ao processo de elaboração do vinho.

Seu elemento mais emblemático, por exemplo, o teto que coroa a sala de barricas, composta por 111 cúpulas hexagonais, é organizado dessa maneira para evitar mudanças repentinas de temperatura. 

Fachada da Bodegas Olarra

O prédio monumental é distribuído em três grandes naves em forma de “Y” articuladas em torno de um espaço central hexagonal, como um átrio que, juntamente com a espetacular sala com capacidade para 27.000 barris, compõe uma maravilha arquitetônica.

Nos anos 1970, Olarra inovou na concepção das construções das vinícolas locais, influenciando diversas, tanto no que tange o design vanguardista quanto na funcionalidade.  

Em 2007, o grupo IA+B Arkitektura Taldea foi chamado para projetar um centro de visitantes dentro do átrio do edifício. 

Bodegas Olarra foi construída para reverenciar o vinho

Assim, o projeto incluiu um espaço para uma loja, uma área de degustação e um grande local para exposições.

Uma escada localizada no eixo da intervenção conecta o piso de acesso ao piso superior através da configuração de volumes de vidro com tons suaves que evocam as cores do vinho e dão ao conjunto uma luz única.

Enquanto isso, no piso superior, há um local para degustação de vinhos, uma sala de conferências e vários espaços para escritórios e reuniões, todos organizados em torno dos volumes de vidro. 

A sala de barricas coroada com as 111 cúpulas hexagonais

Essa estrutura metálica de formas cúbicas é vidrada com cores avermelhadas em vários tons que evocam o vinho e envolvem o visitante. Materiais como madeira e vidro, somados à luz natural, complementam o concreto para criar um espaço singular, misturando arte, cultura, tradição e modernidade. 

O grupo Bodegas Olarra possui ainda outras propriedades, como a Bodegas Ondarre (em Viana, também na região de Rioja) e a Bodegas y Viñedos Casa del Valle (na região de Castilla La Mancha). 

Mas, graças à arquitetura única, seu prédio de Logroño é conhecido popularmente como “La Catedral del Rioja”. 

» No Caminho de Santiago, Catedral do vinho tem monumentos históricos e arte moderna ao seu redor

» Romanée-Conti: por dentro da vinícola que faz o “maior” vinho do mundo

» Petrus: o segredo do vinho lendário que todo Merlot gostaria de ser

 

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

 

Da redação

Publicado em 19 de Junho de 2021 às 17:00


Vinícolas do mundo Bodegas Olarra Vinho Enoarquitetura Vinícola Rioja Espanha