Escola do vinho

Com história cinematográfica, porque o vinho Jerez é tão admirado, cultuado até

Com as primeiras parreiras plantadas em torno do ano 1.100 a.C., a Espanha produz o fortificado há mais de 3 mil anos, sem parar


A região de Jerez mantem uma produção contínua de vinho por mais de 3.000 anos

Não se engane, vinho de Jerez não é apenas um vinho branco fortificado feito na região de Jerez de la Frontera, sudoeste da Espanha.

Além da diversidade de estilo – são mais de 10! – a história é digna de ganhar as telas de cinema.

Afinal, estudos mostram que as primeiras videiras foram plantadas na região conhecida como Marco de Jerez – território que abrange as cidades de Jerez de la frontera, Sanlúcar de Barrameda, El Puerto de Santa María, Trebujena, Chiclana de la Frontera, Puerto Real, Rota, Chipiona e Lebrija – por volta do ano 1.110 a.C.!

Mesmo passando pelo comando de diversos povos, a região manteve uma produção contínua de vinho nesses mais de 3.000 anos, o que não aconteceu com as demais regiões ibéricas.

Entre os anos de 711 e 1248 a região esteve sob domínio muçulmano e o consumo de álcool foi proibido pelas autoridades, porém, a região de Jerez conseguiu uma desculpa. Diziam que o vinho produzido na região tinha como fim os rituais católicos, que foram até certo ponto mantidos, e para motivos medicinais.

Terroir do Marco de Jerez recebeu suas primeiras parreiras por volta de 1.100 a.C.

Porém, nos anos finais da ocupação, vendo o potencial do vinho como produto de exportação, o califado de Aláqueme II liberou a exportação e logo conquistou seu principal mercado consumidor, a Inglaterra.

Os vinhos de Jerez são divididos em categorias. Os Generosos, os Generosos de licor, os Vinhos doces naturais e as categorias especiais como envelhecimento qualificado, vintage e com indicação de idade.

Cada um é determinado de acordo com sua forma de produção e amadurecimento, quer dicas para aproveitar esse estilo singular?

Clique aqui e veja os melhores vinhos de Jerez já degustados por ADEGA.

» Sol engarrafado: o que faz o Moscatel de Setúbal um vinho tão especial?

» Supertoscano é o vinho italiano que nasceu fora da lei

» É possível fazer vinho branco com uvas tintas?

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

André De Fraia

Publicado em 3 de Junho de 2021 às 18:00


Escola do vinho Jerez Vinho Jerez de la Frontera Espanha História Vinho fortificado