Comprar vinho

Como escolher um bom vinho?

6 dicas para comprar vinhos e minimizar os riscos de ele estar com defeitos


Dê preferência para garrafas deitadas ou inclinadas, e que estejam ao abrigo da luz

Escolher que vinho comprar, no meio de tantos rótulos disponíveis no mercado, não é uma tarefa fácil. Como se não bastasse a dúvida sobre se o vinho atenderá às expectativas quanto aos sabores e aromas, ainda tem o risco de ele estar comprometido por algum defeito, ou simplesmente estar estragado.

Infelizmente o vinho não é como um eletrodoméstico, ou um carro, que podemos testar antes da compra. Em alguns casos até podemos, como em algumas lojas que oferecem uma degustação prévia de alguns rótulos, mas ainda sim não é garantido, pois cada garrafa é única. No entanto, existem pequenos detalhes possíveis de observar na hora da compra que podem ao menos amenizar o risco de adquirir um vinho defeituoso. Então, fique atento.

Leia mais:

Onde comprar um bom vinho?

Há vinhos bons no supermercado?

O que importa na hora de escolher um vinho?

Local da compra do vinho

O vinho pode ter saído em perfeitas condições da vinícola, mas se seu armazenamento até o momento de ser bebido não for adequado, tudo pode estar comprometido. Alterações de temperatura, luz, vibração e rolha ressecada são alguns dos principais inimigos da bebida. Procure observar se no estabelecimento de venda o vinho está protegido desses fatores. A menos que seja um ponto de venda de alta rotatividade (como supermercados, por exemplo), dê preferência às lojas que possuem ambiente climatizado integralmente. As garrafas devem estar dispostas horizontalmente ou inclinadas preferencialmente e ao abrigo da luz intensa. Então, em um supermercado, evite as garrafas que estão na frente da prateleira.

O nível de líquido na garrafa de vinho

Mesmo sendo conservado adequadamente, outros defeitos podem surgir devido a algum problema com a rolha que comprometa a vedação do vinho. Caso a rolha não esteja cumprindo a sua função, o líquido começará a evaporar ou até mesmo vazar. No caso dos vinhos tintos, quando observamos que a rolha está manchada ao longo de seu comprimento, até a boca da garrafa, este é um sinal de vazamento. No entanto, como geralmente existe uma capsula recobrindo a rolha, fica difícil observar se há manchas. Então, é preciso reparar no nível da bebida. Use outras garrafas para comparar. Uma garrafa com o nível de bebida reduzido tem grandes chances de estar com problemas.

Rolhas protuberantes

O nível da rolha deve estar sempre alinhado com a boca da garrafa, ou ligeiramente abaixo dela. Rolhas protuberantes significam que houve um aumento de pressão dentro da garrafa, provavelmente decorrente de uma refermentação não planejada.

Coloração alterada

É normal um vinho tinto, de uma safra mais antiga, perder um pouco da coloração, assim como os brancos ficarem mais dourados, ou até mesmo tendendo para o âmbar. No entanto, alterações de cor podem significar oxidação, principalmente em vinhos jovens. Um vinho tinto oxidado apresentará uma cor de tijolo, enquanto os brancos ficarão amarronzados.

Cristais flutuando no vinho

Apesar de comprometerem o aspecto visual do vinho, os cristais não significam um defeito. Na maioria das vezes, trata-se de um sal chamado bitartarato de potássio, que se forma naturalmente e não altera o gosto, nem os aromas do vinho.

Atenção às safras

Com certeza você já ouviu falar de vinhos que suportam 10, 20, ou mais anos de guarda. Mas isso não se aplica a qualquer vinho, nem a qualquer safra. O mesmo vinho pode ter sobrevidas diferentes, dependendo de seu ano de colheita. Nesse caso, as tabelas de safras são muito eficientes para indicar que rótulos devem ser consumidos logo, quais podem esperar mais e quais já passaram do seu auge. Via de regra, tintos mais simples suportam até cinco anos. Os brancos um pouco menos. Além disso, é uma tendência mundial dos produtores lançar no mercado vinhos prontos para o consumo. Na dúvida, compre sempre a safra mais recente.

Veja também:

+ Confira o guia prático do vinho

Confira os melhores vinhos avaliados pela ADEGA

Para mais notícias sobre vinhos assine a Revista ADEGA

Vanessa Sobral

Publicado em 30 de Julho de 2019 às 15:00


Notícias Escolher vinho como comprar vinho vinho no supermercado melhor vinhos dicas para comprar vinho serviço guia do vinho