Mercado

Daqui para fora, exportação de vinho brasileiro bate recorde

Impulsionado pelo câmbio favorável, os primeiros seis meses de 2021 registraram um crescimento meteórico


Exportações de vinho batem recorde

Não foi só no mercado interno que o vinho brasileiro brilhou no primeiro semestre de 2021.

Impulsionado pelo câmbio favorável, o vinho brasileiro bateu seu recorde de exportação nos primeiros seis meses do ano. E o fez de maneira meteórica com crescimento de 127% em volume e 85% em valor, segundo dados da Ideal Consulting. 

» Vinícola gigante com 7 mil metros quadrados é descoberta em Israel

Neste primeiro semestre, o Brasil exportou 4,9 milhões de garrafas que compuseram 5,7 milhões de dólares. O comportamento por categoria de produto é bastante diverso, com espumantes representando cerca de 450 mil garrafas exportadas e 86,3% sendo enviadas aos Estados Unidos.

O segundo maior mercado da categoria é o Paraguai com meros 2,4% de participação. Mas o Paraguai domina realmente como destino de exportação de vinhos tranquilos e responde por 78,6% do volume que ultrapassa 4,4 milhões de garrafas. Depois vem o Haiti com 5,6%, China com 3,3% e Rússia com 2,8% de participação. 

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

Assine ADEGA

Christian Burgos

Publicado em 13 de Outubro de 2021 às 11:00


Mercado Exportação Vinho brasileiro Vinho Recorde Comércio de vinho