V.I.P.

Degustação em almoço exclusivo destaca rótulos orgânicos e biodinâmicos

Evento com proprietário de vinícola chilena em São Paulo rendeu avaliação de vinhos


Em recente passagem por São Paulo, Max Undurraga, um dos proprietários da vinícola Koyle, reuniu-se com a equipe da Revista ADEGA para um almoço exclusivo. Após a venda total da vinícola Undurraga em 2006, a família passou a produzir os primeiros vinhos com a marca Koyle em 2009, advindos de 80 hectares de vinhedos próprios plantados no Alto Colchagua, na região de Los Lingues.

Desse vinhedo, totalmente orgânico e biodinâmico, plantado com 14 diferentes variedades, vem a maioria de seus vinhos, já a outra parte das uvas vem de vinhedos em Itata e Paredones (Colchagua Costa). A Revista ADEGA teve a oportunidade de degustar e atestar a qualidade de alguns de seus rótulos. Abaixo você confere os destaques dentre os vinhos provados.

AD 93 pontos
KOYLE COSTA SAUVIGNON BLANC 2013
Koyle, Colchagua, Chile (Grand Cru R$ 132)
Branco elaborado a partir de uvas Sauvignon Blanc, advindas de Paredones (Colchagua Costa), com três colheitas e três vinificações distintas, sendo 1/3 em aço, 1/3 em concreto e 1/3 em barrica. O resultado é um vinho que alia tensão, frescor e vibração, com bom volume de boca e gostosa cremosidade, tudo envolto por muita fruta cítrica e notas minerais. Álcool 12,5%. EM

AD 93 pontos
KOYLE CERRO BASALTO 2013
Koyle, Colchagua, Chile (Grand Cru R$ 180)
Tinto composto de uvas 45% Monastrell, 25% Garnacha, 20% Syrah e 10% Cariñena, advindas de vinhedos biodinâmicos, com estágio de 18 meses em barris de carvalho e ovos de concreto. Apesar do estilo de frutas negras mais maduras, tem acidez vibrante e taninos de ótima textura, que trazem sustentação ao conjunto, tudo em meio a notas florais, terrosas, especiadas e de ervas. Álcool 14,5%. EM

Da redação

Publicado em 26 de Outubro de 2016 às 17:02


Notícias