Mundo Vino

Espanha decreta lei para limitar safra 2020

Historicamente um dos maiores produtores de vinho do mundo limitará a produção para se ajustar ao mercado e não deixar os preços caírem


 

Vinhedos na região espanhola da Catalunha

O governo espanhol, junto com as denominações de origem de vinhos, decidiu com um decreto limitar a colheita das uvas viníferas. Para as uvas tintas o limite será de 18 toneladas por hectare e para as uvas brancas 20 toneladas.

LEIA MAIS

» A legislação espanhola do vinho

» Dez regiões espanholas que todo enófilo deve conhecer

A previsão era de uma vindima recorde em 2020 batendo a casa das sete milhões de toneladas e mantendo o viés de alta da produção espanhola, porém com a retração do mercado exportador devido à crise provocada pela pandemia de COVID-19, as vinícolas preferiram diminuir a oferta inicial de vinhos para conseguir manter o preço e margem de lucro. “Se trata de algo histórico para o setor” explica o presidente da Federación del Vino Española (FEV), José Luis Benítez.

Empresas do setor vinícola espanhol tiveram uma queda de 35% no faturamento com o confinamento, “a metade do consumo vinha da hotelaria”, pondera Benítez. Com a reabertura turística ocorrendo de forma tímida o consumo deve ser até 50% abaixo do esperado.

O ano de 2020 deveria trazer a maior colheita da história da Espanha, porém os números finais, que deverão ser entregues no final de outubro, devem indicar um pequeno aumento em relação a 2019 e ficar na casa das 6,8 milhões de toneladas.

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

 

André De Fraia

Publicado em 16 de Setembro de 2020 às 10:00


Notícias espanha vinho safra