Revista ADEGA
Busca

Vinho - 07.Out - Leilão de vinhos

Hong Kong é o maior comprador de vinhos em leilões


Segundo a profecia de Napoleão Bonaparte, "quando a China despertar, o mundo inteiro vai tremer". Pelo menos no mundo dos vinhos, isso já está acontecendo.

O "Imperial", de Château Petrus, foi leiloado a US$93 mil
Atualmente Hong Kong superou Nova York e Londres em volume de compra de vinhos em leilões e se tornou o mercado mais importante neste ramo.

A Sotheby's, sociedade de vendas por leilão, anunciou que em 2009, realizou vendas de vinhos Premium em Hong Kong pelo valor de US$ 14,3 milhões, enquanto em NYC as vendas chegaram a apenas 10,5 milhões de dólares, e em Londres este tipo de comércio não passou dos US$ 8 mi.

O jornal britânico The Telegraph afirmou que durante um leilão ocorrido este mês, um cliente anônimo de Hong Kong ofereceu aproximadamente 93 mil dólares para arrematar uma garrafa Imperial (que equivale a oito garrafas comuns, ou 6 litros) da colheita de 1982 de Château Petrus.

"Os compradores asiáticos representaram 99% do total de clientes que participaram deste leilão de outubro" comentou Serena Sutcliffe, do departamento internacional de vinhos da Sotheby's. "Hong Kong se converteu no centro de vinhos mais importante para nós", finalizou.

Confira as últimas notícias sobre o mundo dos vinhos...

+ Pioneiro do vinho em Washington morre nos EUA

+ O Melhor Vinho do dia: Aos vencedores do Prêmio Nobel de Química!
+ Vinhos feitos a partir de uvas estrangeiras terão que ser identificados em Colúmbia Britânica

+ França quer aumentar volume de exportação de vinhos para o Brasil

+ Miolo Wine Group compra Almadén e se torna maior empresa do setor de vinhos finos no Brasil

Redação
Publicado em 07/10/2009, às 13h05 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h46


Mais Notícias