Revista ADEGA
Busca

Turismo

Sul da Inglaterra, o Napa Valley britânico

Com sua crescente indústria do enoturismo, Kent, Sussex, Surrey e Hampshire apostam em surpreender o enófilo


Sul da Inglaterra, o Napa Valley britânico

Produtores ingleses estão entusiasmados em transformar o Reino Unido em uma potência do enoturismo

A proximidade de Kent, Sussex, Surrey e Hampshire para Londres está ajudando a atrair londrinos para os condados para visitas de vinícolas de fim de semana de forma semelhante, que São Francisco serve como porta de entrada para o Vale de Napa.

» Brad Pitt anuncia reabertura de estúdio musical no Château Miraval

"O enoturismo em Napa e Sonoma é impulsionado por São Francisco, que fica a uma hora de distância. É a mesma distância de Kent para Londres, então esse é o mercado-alvo. Os londrinos têm grandes expectativas, então temos que oferecer a eles uma grande experiência", diz Richard Balfour-Lynn, da Vinícola Balfour, em entrevista ao portal britânico The Drink Business.

O CEO da Chapel Down, Andrew Carter, acredita que a indústria vinícola pode aprender muito com Napa e Sonoma quando se trata de pregar sua oferta turística.

"Quando você visita propriedades como Beringer e Stag's Leap em Napa, eles estão cortando a grama com uma tesoura. Eles oferecem uma experiência de luxo pura e super premium, que é o tipo de impressão da marca que deveríamos estar criando para nossos hóspedes", disse ele.

Sul da Inglaterra, o Napa Valley britânico

A Chapel Down é uma das vinícolas que aposta no enoturismo

Ian Kellett da Hambledon, por sua vez, acredita que o sul da Inglaterra tem a chance de combinar a hospitalidade de luxo oferecida na África do Sul com a conversão de vendas de Napa.

"É preciso que haja três ou quatro propriedades de vinho em cada condado perto o suficiente uma da outra, onde as pessoas possam reservar um fim de semana de visitas em torno do vinho", disse.

Kellett tem ambições ousadas para criar a melhor instalação de enoturismo do Reino Unido e investe no projeto. "Minha visão para o vinho inglês é mais Napa do que Champagne. Um modelo de Napa Valley tem muito mais a oferecer à Inglaterra e sua indústria vinícola”, diz ele.

Sul da Inglaterra, o Napa Valley britânico

Vinhedo da vinícola Hambledon no sul da Inglaterra

A porta da adega e as vendas diretas ao consumidor tornaram-se extremamente importantes para a indústria vinícola inglesa e galesa, particularmente durante a pandemia.

A necessidade das vendas online em março passado levou a um boom dentro da indústria vinícola britânica. Sites e vendas nas próprias adega representaram 50% das vendas de volume de vinho inglês e galês no ano passado.

"O modelo dos EUA é o padrão ouro quando se trata de clubes de vinho e como maximizá-los como um fluxo de receita", disse o CEO da Gusbourne, Charlie Holland.

Sul da Inglaterra, o Napa Valley britânico

Vinícola Gusbourne pretende levar ao enófilo uma experiência autêntica e adorável

"Vinhedos são lugares bonitos, por isso não é muito difícil dar às pessoas uma experiência adorável, honesta e autêntica", disse ele.

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui

Glaucia Balbachan
Publicado em 16/12/2021, às 05h45


Mais Turismo