Revista ADEGA

Vinho branco no decanter?

Decantar um branco pode ajudar a “equilibrar” sua temperatura

Da redação em 8 de Setembro de 2018 às 10:00

Decantar significa “separar (um líquido sobrenadante) de (os sedimentos formados no fundo do recipiente que o contém), isolar (um líquido) de (outro líquido imiscível), livrar de impurezas, purificar ou livrar (alguém) de (algo que represente um mal)”, isso segundo o dicionário.

No caso do vinho, a ideia quando se decanta é, sim, separar sedimentos (depósitos no fundo da garrafa) que, se movimentados, possivelmente fl utuarão no líquido. Esses sedimentos (que podem ser leveduras mortas, resquícios da casca da uva, tartaratos etc.) costumam se formar em vinhos tintos mais antigos e não filtrados. Vale lembrar que eles não representam defeitos. Mas, e no caso dos brancos? Por que decantar se raramente há formação de sedimentos?

Pois é, os vinhos brancos raramente apresentam depósitos. Quando há, na maioria das vezes, são cristais tartáricos. Portanto, pensando somente na decantação como separação de resíduos, não há porque decantar um vinho branco.


Aeração ou decantação?
No entanto, pode-se usar o decanter não apenas para decantar um vinho no estrito senso do termo, mas também para aerar. Quando um vinho apresenta aromas e sabores muito fechados, aerá-lo pode ajudar revelar suas características e aumentar o prazer da degustação.

Ainda assim, os vinhos brancos raramente precisam ser aerados para este propósito. Mas, sim, uma breve exposição ao oxigênio pode ajudar em alguns casos. Contudo, mais do que o contato com o ar (que não deve ser demasiado), decantar um branco pode ajudar a “equilibrar” sua temperatura.

Na maioria das vezes, as pessoas tendem a servir os brancos bem mais gelados do que o necessário, o que faz com que eles não se expressem da melhor maneira. Em uma área maior, a temperatura vai aumentar mais rapidamente e atingir o ponto ideal. Mas também é preciso ficar atento para não subir demais.

Outra situação em que usar um decanter pode ser interessante é quando nos deparamos com vinhos em que há a presença de mercaptanos, compostos derivados de enxofre que tendem a se difundir em ambientes anaeróbicos (principalmente em garrafas com tampas de rosca). Eles tendem a trazer aromas de repolho, coisas podres, borracha, etc. para a camada superior da garrafa. Aí, uma breve aeração resolve.

Portanto, pode-se decantar um vinho branco? Sim. É muito provável que essa decantação não seja necessária, apenas estética (para servir o vinho em uma jarra bonita), então, desde que não seja feita por tempo demasiado, não há problema.


Notícias

Artigo publicado nesta revista

Revista ADEGA 150 · Abril/2018 · O Melhor do Pomerol

Degustação de safras históricas de Petrus, Le Pin, Lafleur, Trotanoy, L'evangile, Le Gay, Clinet, La Conseillante, Le Bon Pasteur, La Fleur-Petrus, Latour a Pomerol, L'eglise Clinet


"OS OUTROS" DE BORDEAUX

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 216,00
Assine Agora porR$ 216,00R$ 432,00R$ 56,70R$ 56,70
Desconto
EconomizaR$ 159,30R$ 159,30
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 72,00 6x R$ 72,00
Assinando agora você GANHA também POSTER DESCRITORES AR Bolsa de Gelo + Par de Taças

Receba o boletim Revista ADEGA

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas