Mundo Vino

Vinho Vácina, o novo invento dos portugueses a favor da descontração

Feito na Península de Setúbal o vinho vem em duas doses, uma tinta e uma branca


 

Vinho portugues Vácina vem em duas doses, uma tinta e uma branca

Um casal de portugueses decidiu lançar um vinho chamado Vácina – a palavra no português da terrinha tem esse acento. A ideia surgiu como uma brincadeira para tentar trazer um alento ao confinamento e ao período sombrio que viveu Portugal principalmente no início de 2021.

“Nós gostamos muito de vinhos e de viajar. Como andamos sempre à procura de novos desafios, tivemos a ideia neste novo confinamento de fazer esta pequena brincadeira. A Vácina surge num período conturbado da nossa realidade para descontrair e animar os nossos dias. Aproveitámos também para assinalar a descoberta da vacina, que acreditamos ser um pequeno passo para o regresso à normalidade”, explica o criador Filipe Paiva.

O vinho chega, assim como a maioria das vacinas para Covid-19, em duas doses, um tinto feito com a casta Castelão e um branco de Fernão Pires. Ambos produzidos em Pinhal Novo na Península de Sétubal.

» Vinho português com nome inusitado esgota em apenas dois dias

» “Uma taça de vinho todos os dias”, diz freira com 117 anos

» A Cannonau da Sardenha é parte da dieta dos centenários da ilha

O kit com duas garrafas está 18 Euros e o casal informa que mais da metade da produção já foi vendida. E o rótulo deixa claro "Não foram desperdiçadas doses ao fazer este vinho", ufa!

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

André De Fraia

Publicado em 27 de Fevereiro de 2021 às 11:00


Notícias Vinho Vacina Covid-19 Portugal Lançamento