Harmonizações

5 combinações perfeitas entre espumantes e comidas

Além de ser a bebida favorita em comemorações, o espumante também combina muito bem com diferentes alimentos


Além de ser a bebida oficial para festas, o espumante também pode ser um grande curinga na harmonização

Comemorações em qualquer época do ano pede um bom vinho.

» Peixe com vinho branco”, “Carne com vinho tinto”, “Sobremesas com vinhos doces”. Quais dessas “regras” são 100% verdadeiras?

Geralmente, o espumante é o escolhido para marcar celebrações e momentos especiais. A bebida pode então ser combinada com diferentes tipos de receitas. A ADEGA separou 5 harmonizações excelentes entre espumantes e comida. Confira!

Espumantes brancos Brut de método tradicional 

Aqui a combinação ideal são ostras, caviar e foie gras.

Espumantes brancos Brut feitos pelo método tradicional são mais encorpados e também combinam bem com massas com molho branco.

Os melhores exemplos são Champagne, Franciacorta e alguns nacionais elaborados pelo método tradicional.

Cave de Pedra Blanc de Blancs Brut - AD 93 pontos - Cave de Pedra, Vale dos Vinhedos, Brasil

Elaborado pelo método tradicional exclusivamente a partir de Chardonnay e mantido por 36 meses em contato com as leveduras antes da degola. Destaca-se pelo frescor, pela acidez elétrica e pela textura cremosa, além do final persistente, com toques salinos e cítricos.

Drappier Carte d'Or Extra Brut - AD 91 pontos - Drappier, Champagne, França

Elaborado de Pinot Noir (80%), Chardonnay (15%) e Pinot Meunier (5%), com estágio de 5% do vinho base em carvalho e mantido por 30 meses em contato com as leveduras. Harmonioso e refrescante, tem bom volume de boca, acidez afiada, textura cremosa e final persistente.

Loxarel Vintage Reserva Brut Nature 2015 - AD 92 pontos - Loxarel, Penedès, Espanha

Composto de uvas Xarel-lo, Macabeu e Chardonnay, cultivadas segundo os preceitos da biodinâmica e mantido cerca de 28 meses em contato com as borras antes da degola. é um espumante austero, com final tenso e persistente, com toques salinos e de limão-taiti.

Espumantes brancos Nature 

Com esse estilo de espumante com açúcar residual muito baixo o ideal é buscar pratos com boa acidez para combinar com o estilo.

Frutos do mar grelhados e risotos com peixes são uma boa pedida.

Estrelas do Brasil Nature Clássico - AD 93 pontos - Estrelas do Brasil, Serra Gaúcha, Brasil

Elaborado pelo método tradicional a partir de Chardonnay, Viognier, Riesling Itálico e Trebbiano, com 30% do blend fermentado em barricas usadas e mantido por, pelo menos, 40 meses em contato com as leveduras antes da degola. Fluido, cremoso e muito gostoso de beber, tem final cheio e persistente, com toques tostados, de fermento e de limão siciliano.

J. Arnoux Crémant du Jura Brut Nature 2014 - AD 93 pontos - Jérôme Arnoux, Jura, França

Um espumante elegante feito 100% de Chardonnay e que mostra todo potencial da região de Jura para este estilo de vinho.

Espumantes rosés Brut

Estilo que esbanja leveza, potência e que tradizionalmente possuem um perfil bastante gastronômico.

» Juponé e Chevillé, o que significam e como podem afetar o seu espumante

A dica é ir de pratos simples, mas saborosos, embutidos, carpaccio e canapés cremosos são ótimas companhias.

Casa Valduga 130 Brut Rosé - AD 92 pontos - Casa Valduga, Vale dos Vinhedos, Brasil

Equilíbrio, elegância e versatilidade, definem este espumante. Ele é feito pelo método tradicional e é composto de Chardonnay e Pinot Noir, mantido por 36 meses em contato com as borras. É uma festa na boca, mesclando notas de frutos secos, de ervas, de fermento e de especiarias doces, com fruta nítida e de qualidade, lembrando morangos frescos. 

Espumantes elaborados pelo método Charmat

Frescos e mais leves, são vinhos que muitas vezes combinam apenas com uma bela tarde. 

Mas claro que há muita harmonização com comidas por aqui. Não se deixe enganar pela aparente simplicidade do estilo, muitas vezes ele pode trazer aromas e sabores surpreendentes.

» É possível fazer espumante branco com uvas tintas? Sim, é

Os mais comuns elaborados por esse estilo são boa parte dos espumantes nacionais e o aclamado Prosecco.

Além de petiscos, entradas e pratos leves como salada, experimente o estilo com cozinha asiática. Ele vai harmonizar com a culinária da região da entrada à sobremesa.

Bernardi Pra' dei Salt Rive di Collalto Brut 2019 - AD 91 pontos - Bernardi Pietro e Figli, Vêneto, Itália

Prosecco Millesimato assinado pela família Bernardi, Pra’ dei Salt é agradável e frutado. Destaque para o longo período em contato com as leveduras, o que garante maior estrutura e elegância a este espumante.

Ponto Nero Cult Brut - AD 90 pontos - Ponto Nero, Vale dos Vinhedos, Brasil

Elaborado pelo método Charmat, esse espumante é composto de 60% Chardonnay, 30% Pinot Noir e 10% Riesling Itálico. Chama a atenção pela ótima acidez, textura cremosa e final agradável, com toques salinos, cítricos e de frutos secos.

Espumante Moscatel

Este estilo o Brasil reina. Com um terroir excelente que une o dulçor com excelente acidez há muita oferta no mercado nacional.

Aqui bolos e doces cremosos ou até um belo panetone são as dicas para harmonizar com o estilo.

Cave Pericó Moscatel Espumante - AD 89 pontos - Pericó, São Joaquim, Brasil

Elaborado pelo método Asti a partir de 80% Moscato Bianco e 20% Moscato Gialo. Tem final cativante, com toques salinos e de limão siciliano, pedindo mais um gole.

Terranova Tropical Moscatel Espumante - AD 87 pontos - Miolo Wine Group, Vale do São Francisco, Brasil

Elaborado pelo método Asti exclusivamente a partir de Moscato. é um espumante fácil de beber e de agradar. Tem boa acidez e textura cremosa, que trazem certo equilíbrio ao seu dulçor e ao seu perfil de maior madurez de fruta.

Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

Da redação

Publicado em 24 de Setembro de 2021 às 16:00


Harmonizações Harmonização Espumante com comida Espumante Champagne Cava Moscatel Nature Brut