Escola do vinho

É possível fazer espumante branco com uvas tintas? Sim, é

Ele é chamado de Blanc de Noirs, o “branco de negras”, em bom português


O que tem de diferente um espumante Blanc de Noir?

Se Blanc de Blancs tem um sentido mais óbvio o mesmo não podemos dizer dos Blanc de Noirs.

Como poderia um vinho branco ser de uvas tintas?

Um pouquinho de história antes, o termo teria surgido nos rótulos de Champagne somente após a II Guerra Mundial, mas sua origem e bem anterior a isso.

Fazer um Champagne “branco de negras” é algo bastante antigo na história daquela região apesar do termo só aparecer na legislação francesa sobre Champagne em 2010.

E a vinificação não é nada tão diferente. Na verdade, é semelhante à de vinhos e espumantes brancos, ou seja, não há a etapa de maceração, onde o mosto fica em contato com as cascas das uvas para pegar sua cor.

O maior cuidado que devemos ter na produção de um Blanc de Noirs é na hora da prensagem 

Dessa maneira, apesar do Blanc de Noirs ser feito normalmente de Pinot Noir e Pinot Meunier – as duas castas tintas mais utilizadas de Champagne – o espumante sai branco.

O maior cuidado que devemos ter é apenas na hora da prensagem das uvas, ela deve ser feita de forma muito delicada para que as propriedades da casca não passem para o mosto. Mas em delicadeza, convenhamos, os produtores de Champagne – e de muitos espumantes mundo afora – são mestres!

Mas, além das uvas usadas, o que tem de diferente um espumante Blanc de Noir?  

Começando com a Pinot Meunier, geralmente a cepa usada em menor proporção, pois seu vinho tem acidez menos marcada (dando uma maior sensação de redondez), mais frutas (negras especialmente), com um ataque generoso no nariz e na boca, mas com fim de boca curto. Um detalhe importante é que ele é mais suscetível à oxidação. 

Já o vinho de Pinot Noir é menos exuberante em aromas e sabores, contudo, apresenta mais estrutura, dando mais corpo e potência. Seu ataque começa tímido, mas vai crescendo até o ápice e continua com uma marcante profundidade, dando ainda equilíbrio entre frescor e vinosidade. 

Sendo assim, de um modo geral, um Blanc de Noirs terá um bom corpo e será mais frutado, principalmente quando comparamos aos seus irmãos Blanc de Blancs. Um 100% Pinot Noir terá ainda mais potência do que um blend com Pinot Meunier. Ao contrário dos Blanc de Blancs, geralmente marcados pelo lado mais vivaz, com aromas de frutas e flores brancas, os Blanc de Noirs são mais potentes e caracterizados por notas de frutas vermelhas e negras frescas. 

No entanto, melhor do que explicar por palavras talvez seja provar. Confira abaixo sugestões de Blanc de Noirs para conhecer o estilo: 

130 Special Edition Blanc de Noir Brut - AD 90 pontos

Esse é um 100% Pinot Noir feito no Vale dos Vinhedos no Rio Grande do Sul

Aurora Procedências Blanc de Noir Brut - AD 89 pontos

Esse Best Buy é outro 100% Pinot Noir com as uvas provenientes de Tuiuty, um distrito de Bento Gonçalves

Cave de Pedra Blanc d'Noir Extra Brut - AD 90 pontos

Fechando a trinca Brasuca mais um 100% Pinot Noir com uvas do Vale dos Vinhedos.

» Quem é o enólogo que vem fazendo história no Chile

» Quantas uvas são necessárias para produzir uma garrafa de vinho?

» Lacryma Christi é o vinho feito com as lágrimas de Cristo

Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

Da redação

Publicado em 23 de Julho de 2021 às 09:10


Escola do vinho Blanc de Noirs Branco de tintas Espumante branco com uvas tintas Vinho Espumante Uvas tintas Vinnificação