Mercado

Análise. Exportações de vinhos brasileiros crescem 52% em 2021 e o que está por trás desses números

Os números dos nove primeiros meses de 2021 mostram o recorde brasileiro nas exportações


Análise. Exportações de vinhos brasileiros crescem 52%

Um raio-X destes números revela aspectos interessantes e o excelente trabalho de alguns produtores

A Ideal Consulting acabou de soltar os dados de exportações de vinhos brasileiros de janeiro a setembro de 2021. O resultado de crescimento é superlativo, 66% de crescimento em volume e 52% de crescimento em valor.

» Confira as notícias do Mercado de vinho no Brasil e no mundo

Um recorde de exportações que atingiu até agora 9,5 milhões de dólares. Digno de celebração se avaliarmos que em 2015 exportamos 2,8 milhões de dólares.

Um raio-X destes números revela aspectos interessantes e o excelente trabalho de alguns produtores que são protagonistas nesta conquista.

Embora China e Estados Unidos sejam considerados os mercados alvo, nosso principal destino exportador é o Paraguai responsável por 90% do crescimento das exportações totais de vinhos. E neste mercado a vinícola Fante conquistou o mercado com seu vinho de mesa da marca Quinta do Morgado, exportando praticamente 1 carreta a cada dois dias.

Análise. Exportações de vinhos brasileiros crescem 52%  em 2021

Gráfico da Ideal Consulting mostra o crescimento das exportações nacionais em valor

Nos Estados Unidos houve queda de 72,7% na exportação de vinhos, mais do que compensado pelo crescimento de 52,7% de espumantes, confirmando o país como nosso principal destino de exportação de espumantes com mais de 83% de market share. Num recorte deste destino o grande mérito recai sobre a vinícola Salton que detém mais de 96% das exportações de espumantes para as terras de Tio Sam.

As exportações para a China caíram fortemente, queda de 55% em vinhos e 80% em espumantes, mas foram compensadas pelo crescimento da venda de vinhos no Haiti e Rússia. Neste último o mérito recai fortemente sobre a vinícola Aurora, que também tem grande importância quando o destino é a China e tem interessante participação nos números para o mercado americano.

Numa análise rápida são os fatos que chamam a atenção:

  • O Paraguai é nosso principal destino exportador de vinhos, com 79,5% dos vinhos exportados e a vinícola Fante domina este território com um vinho de mesa.
  • O produto premium reconhecido no exterior é o espumante e a vinícola Salton domina as exportações para os Estados Unidos que é responsável por 86% das exportações de espumantes do Brasil
  • Haiti e Rússia são destinos expoentes de nossas exportações em 2021
  • Mais do que um trabalho da indústria como um todo, é o trabalho consistente e profissional de alguns players como Fante, Salton e Aurora que estão puxando as exportações.

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

Assine ADEGA

Christian Burgos

Publicado em 3 de Novembro de 2021 às 17:30


Mercado Exportação Vinho brasileiro Vinho Recorde Comércio de vinho Análise