Escola do Vinho

Armagnac ou Cognac? Conheça as (várias) diferenças entre os elegantes destilados franceses

Apesar das bebidas francesas nascerem em regiões próximas e ter a mesma base, há diferenças que fazem cada uma ser única


Cognac e Armagnac são próximos, mas cada bebida tem a sua singularidade

Em 1310, Vital Dufour, um padre francês da cidade de Eauze, descreveu os benefícios para saúde de uma "eau-de-vie" conhecida como "aygue ardente".

» Açúcar no vinho? Chaptalização é técnica tradicional. Mas causa polêmica!

Em seu manuscrito ele mencionava mais de 40 usos para aygue ardente, nome pelo qual o Armagnac ou o Cognac era conhecido naquela época. Esse é tido como o primeiro registro e referência a "eau-de-vie", como são conhecidos esses brandies.

Quando a Armagnac comemorou 700 anos em 2010, a Gasconha, região no sudoeste da França onde ele é produzido, se encheu de orgulho e foi até a biblioteca do Vaticano para receber o documento original do padre Dufour.

Durante esse longo período, o aygue ardente ou Armagnac foi produzido em abadias, feito por monges e padres que adicionavam ervas buscando um uso medicinal, pois era o único remédio naqueles tempos.

Vinhedos na região de Cognac

A destilação como conhecemos atualmente surgiu muito tempo depois, por volta de 1650, e o produto artesanal de 1310 se tornou mais industrial sem perder a qualidade.

Terroir e castas

O Armagnac é produzido na França próximo as comunas de Gers, Landes e Lot-et-Garonne na região conhecida como Occitânia. O triângulo formado pelas cidades de Bordeaux, Toulouse e Pau delimita por lei desde maio de 1909 a região com a denominação "Appellation Contrôlée Armagnac".

 O Armagnac é produzido unicamente com vinhos brancos de 10 castas distintas, as mais comuns são a Ugni Blanc, a Folle Blanche, a Colombard e uma uva pouco conhecida fora da região chamada Baco.

Os vinhedos de Armagnac na região francesa da Occitânia

A Baco nasceu do cruzamento da Folle Blanche com uma casta chamada Noah e, inicialmente, veio com o objetivo de substituir a Folle Blanche que estava com problemas de resistências aos enxertos na era pós-filoxera.

A DOC Armagnac se divide em três sub-regiões:

Bas-Armagnac - localizada a oeste, de clima oceânico, onde se produz um Armagnac de boa qualidade, aveludado e muito perfumado.
Ténarèze - região central do triângulo, de solos arenosos, que produz um Armagnac muito mais forte e perfumado do que o de Bas-Armagnac.
Haut-Armagnac - localizada a leste, é a sub-região que produz uma bebida de menor qualidade.

Muito menor que Cognac, a área tem cerca de 15.000 hectares de uvas sendo que apenas 4.200 são de uso exclusivo do Armagnac.

» Cognac: diz a lenda, o vinho destilado nasce de um sonho diabólico

Cognac é produzido na comuna homônima que fica na região administrativa da Nova Aquitânia, sudoeste da França. São seis regiões ou crus que somam 78.000 hectares de uvas plantadas para esse fim: 

Grande Champagne: O mais valorizado dos Crus, com solos calcários profundos, produz eaux-de-vie florais de tons finos que se beneficiam de um longo envelhecimento.

Petite Champagne: circunda Grande Champagne, com solos de giz menos quebradiços e um clima mais oceânico. Produz Cognacs florais e levemente frutados.

Borderies: um pequeno enclave ao norte de Charente. Possui solos com menos giz, produzindo conhaques aromáticos, mas de envelhecimento mais rápido.

Fins Bois: O maior cru, Fins Bois circunda os três primeiros, e tem principalmente solos argilosos e calcários finos. Produz conhaques frutados e de maturação mais rápida.

Bons Bois: Um cru variado ao redor de Fins Bois, com vários tipos de solo e clima.

Bois Ordinaires / Bois à Terroirs: Cobrindo a costa atlântica e as Ile d'Oléron e Ile de Ré. Sem surpresa, ele tem uma forte influência oceânica.

Ugni Blanc é a principal casta utilizada tanto no Cognac quanto no Armagnac

Em Cognac são seis castas permitidas: Ugni Blanc que cobre 98% da região; Folle Blanche que já foi tradicionalmente a uva ligada à bebida, mas hoje é menos de 1% das plantações por lá, Folignan, Colombard, Montils e Sémillon.

Uma curiosidade, a Folignan é um cruzamento da Ugni Blanc e a Folle Blanche e pode ser usada em no máximo 10% do blend.

Cognac x Armagnac

É muito comum as pessoas confundirem Armagnac com Cognac, seu primo mais famoso. Os dois pertencem à família dos Brandies que ainda tem Brandy de Jerez, Pisco, Grappa, Bagaceira, entre outros produtos.

A diferença entre eles, além das regiões demarcadas e reconhecidas e as castas, está no processo de destilação. Enquanto o Cognac é destilado duas vezes, o Armagnac passa por apenas uma destilação. Isso faz com que a bebida final seja muito mais potente e persistente em sabor, sem alterar o teor alcoólico que é de 40% nas duas bebidas. Para finalizar, as duas vão para barris de madeira e ficam envelhecendo por tempos distintos. Como produto final o Armagnac já está disponível para consumo mais rápido que o Cognac, que costuma ficar em barris por 20 a 60 anos.

 Barris de carvalho utilizadas para amadurecer o brandy

O fato é que as bebidas são parecidas apenas na matéria-prima, o vinho. Mas paramos por aí.

» Você sabia que não sabemos quantas uvas há no mundo?

Suas histórias, regiões e produção, são bastante diferentes e contribuem para a singularidade tanto do Cognac quanto do Armagnac.

Para resumir deixamos aqui a frase do famoso barman Salvatore Calabrese que resume bem as diferenças entre as bebidas: “Imagine um pedaço de veludo e outro de seda. Acaricie-os. O veludo tem uma textura rica e profunda. Isso é um Armagnac. A seda é pura finesse, e isso, para mim, é um conhaque. ”

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

 

Da redação

Publicado em 8 de Setembro de 2021 às 16:00


Escola do vinho Armagnac Bebida francesa Vinho francês Gasconha Occitânia Cognac Diferença entre Armagnac e Conhaque