Revista ADEGA

Grands Châteux

Conheça a história da produtora de vinhos italiana Ornellaia

Ludovico Antinori foi o responsável por fundar o espaço

Arnaldo Grizzo em 3 de Novembro de 2018 às 15:00

A década de 1970 na Toscana foi bastante movimentada. Na época, os produtores começaram a questionar as regras dos vinhos de Chianti, que, segundo eles, não valorizava o produto. Então, muitos deles passaram a criar vinhos com uvas francesas e, portanto, não poderiam ser intitulados dentro da denominação de origem. Nasciam, assim os primeiros Supertoscanos.

Até hoje há uma disputa entre os Antinori e os Incisa della Rocchetta para saber quem foi o pioneiro, se o Tignanello ou o Sassicaia. Mas, o que realmente importa é que, após essas primeiras transgressões e o crescente sucesso desses vinhos, outros passaram a seguir o mesmo caminho. Um deles foi Ludovico Antinori, irmão mais novo de Piero, criador do Tignanello, e primo de Mario, o homem por trás de Sassicaia.

[Colocar Alt]

ÁRVORES E MONDAVI

Em 1981, o marquês Ludovico fundou Ornellaia, uma propriedade herdada de sua mãe, em Bolgheri, na Toscana, muito próxima da Tenuta San Guido, onde Mario Incisa della Rocchetta produzia seus vinhos. O nome Ornellaia deriva das árvores que crescem no local, uma espécie chamada Fraxinus ornus, que produz flores cinzas, e, na região, recebe o nome de ornella.

Os primeiros vinhedos da propriedade de cerca de 90 hectares foram plantados logo no ano seguinte. O aclamado enólogo André Tchelistcheff foi quem orientou Antinori no início. A primeira safra ocorreu em 1985. O primeiro Ornellaia, feito com 80% de Cabernet Sauvignon, 15% de Merlot e 5% de Cabernet Franc, foi ao mercado em 1988, um ano depois de a vinícola propriamente dita ter sido construída. Pouco depois, em 1991, Ornellaia passou a ter a consultoria de Michel Rolland, um dos mais famosos enólogos do mundo.

No fim dos anos 1990, a Tenuta dell’Ornellaia teve mudanças importantes. Em 1999, Robert Mondavi, um dos principais produtores de vinho na Califórnia, Estados Unidos, adquiriu parte das ações da empresa. Pouco tempo depois, os Mondavi já eram donos da companhia. Em 2002, porém, Mondavi iniciou uma parceria com outra família tradicional da toscana, os Frescobaldi, que ficaram com 50% de Ornellaia. Três anos depois, contudo, os Frescobaldi assumiram total comando ao comprar a cota restante da Constellation Brands, empresa que assumiu a vinícola de Mondavi.

TERROIR

Assim como Sassicaia, Solaia, entre outros, Ornellaia faz parte dos ícones Supertoscanos. Os vinhedos com Cabernet Sauvignon, Merlot, Cabernet Franc e Petit Verdot estão há poucos quilômetros do mar Tirreno. O solo tem uma mescla de origens – marinha, aluvial e vulcânica – que deixa sua marca no vinho. O enólogo responsável atualmente é o alemão Axel Heinz, ainda com a consultoria de Rolland.

São produzidas cerca de 140 mil garrafas de Ornellaia por ano. As últimas safras possuem um blend mais homogêneo entre as castas, sem uma superioridade tão grande da Cabernet Sauvignon, tampouco da Merlot, que veio ganhando destaque com o tempo. A propriedade lançou um segundo vinho, Le Serre Nuove dell’Ornellaia em 1997, produzido com uvas de vinhas mais jovens. Há ainda o Le Volte dell’Ornellaia, o Variazioni in Rosso dell’Ornellaia, além dos brancos Ornellaia e Poggio alle Gazze dell’Ornellaia, e o doce Ornus dell’Ornellaia.

ARTISTAS E MERLOT

Uma das colinas da propriedade, com apenas 7 hectares, foi plantada com Merlot, com a indicação de André Tchelistcheff. Anos mais tarde, essa região daria origem a um dos mais aclamados Merlot do mundo, o Masseto. O sucesso foi tanto que Ornellaia e Masseto costumam ser tratadas como propriedades distintas pelos Frescobaldi.

Em 2008, para celebrar os 20 anos do lançamento do primeiro Ornellaia, a família Frescobaldi lançou o projeto Vendemmia d’Artista. A cada ano, um artista contemporâneo é comissionado para criar um rótulo para uma edição limitada de garrafas – sendo uma série de grandes formatos com 100 double magnum, 10 imperiais e uma salmanazar. Os artistas são convidados ainda a criar intervenções com seus trabalhos na vinícola. O mais recente artista convidado – para criar os rótulos para a safra 2014 – foi o brasileiro Ernesto Neto.

[Colocar Alt]

AD 94 pontos

ORNELLAIA 1997

Tenuta dell’Ornellaia, Toscana, Itália (Grand Cru – Não disponível). Tinto composto de 65% Cabernet Sauvignon, 30% Merlot e 5% Cabernet Franc, com cada variedade fazendo estágio separadamente em barricas de carvalho francês 50% novas durante 18 meses e só depois realizado o blend. Perfeito exemplo daquele ano mais quente na Toscana, mostra fruta de perfil mais maduro e bastante potência, mesmo com mais de dez anos de garrafa. Os taninos de grãos finos e de excelente textura trazem equilíbrio a toda sua opulência, conferindo finesse elegância ao conjunto. Tem final longo e cheio, com toques de mocha e de grafite. Provado em 2011. Álcool 14%. EM


Notícias Ornellaia Vinhos italianos Ludovico Antinori Frescobaldi Ornellaia 1997

Artigo publicado nesta revista


CHÂTEAU MARGAUX

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 216,00
Assine Agora porR$ 216,00R$ 432,00R$ 56,70R$ 56,70
Desconto
EconomizaR$ 159,30R$ 159,30
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 72,00 6x R$ 72,00
Assinando agora você GANHA também POSTER DESCRITORES AR Bolsa de Gelo + Par de Taças

Boletim Revista ADEGA

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas