MundoVino

Depois mudar a gestão, Dirk Niepoort está mudando a equipe enológica

Carlos Raposo deixa Niepoort; Luís Pedro Cândido e Marco Niepoort assumem o comando


A vinícola Niepoort, no Vale do Douro, em Portugal, anunciou uma nova equipe de vinificação. Carlos Raposo deixará a empresa e Luís Pedro Cândido e Marco Niepoort, filho de Dirk Niepoort, estarão no comando da enologia dos vinhos tranquilos. A equipe de produção de Vinho do Porto permanecerá a mesma.

A Niepoort foi fundada em 1842 e sempre foi uma empresa familiar. Dirk Niepoort, juntou-se à empresa em 1987 e, sob a sua liderança, a Niepoort adquiriu vinhas no Douro, investiu na produção de vinho não fortificado e tornou-se uma marca reconhecida mundialmente. A empresa produz aproximadamente 150.000 caixas de vinho por ano.

Mas por vários anos, Dirk lutou com problemas de gestão. No início deste ano, ele comprou as ações pertencentes à sua irmã e à sua mãe e agora possui 95% da empresa. Os 5% restantes pertencem ao gerente geral José Teles. “A administração agora é mais ágil e rápida, sem reuniões intermináveis”, disse Niepoort.

A nova equipe de vinificação tem anos de experiência na Niepoort e conhece bem sua filosofia. Por mais de 20 anos, Dirk tem sido um forte defensor de vinhos mais leves e menos alcoólicos, mais focados na acidez que na concentração e amadurecimento. Até certo ponto, essa foi a motivação por trás da recente expansão e investimentos estratégicos da empresa nas regiões do Dão, da Bairrada e, mais recentemente, do Vinho Verde.

Da redação

Publicado em 15 de Novembro de 2018 às 17:00


Notícias Dirk Niepoort Vinicola Niepoort Niepoort vinhos Vinhos portugueses Vinho de Portgual Dirk Niepoort

Artigo publicado nesta revista

"OS OUTROS" DE BORDEAUX

Revista ADEGA 155 · Setembro/2018 · "OS OUTROS" DE BORDEAUX

10 produtores que você precisa conhecer fora da lista de 1855