Revista ADEGA
Busca

Hugel se irrita com venda em supermercado francês

A família Hugel lançou um protesto público depois de encontrar um de seus vinhos listado contra a sua vontade em um grande supermercado da França


Etienne Hugel publicou um protesto no site de sua empresa após descobrir que a rede de supermercados francesa E. Leclerc estava vendendo um de seus vinhos, o Hugel Riesling 2012, sem a sua autorização prévia, o que aconteceu um ano depois de vender o mesmo vinho da safra de 2011. Algumas filiais do supermercado estavam vendendo uma garrafa do vinho por cerca de €13.5 (R$ 41,00) até a última segunda-feira (6 de outubro).

Etienne Hugel, responsável pelas vendas da marca, disse que orientou os distribuidores a não lidarem com supermercados. “É o nosso direito, como produtores, especificar onde nossos produtos devem ser vendidos e, além disso, eu não concordo com o sistema desses supermercados em vender um ou dois vinhos de alto padrão só para enaltecer todo o perfil do supermercado”, declarou o empresário. Em entrevista ao Decanter.com ele disse também que as caixas encontradas no local estavam com o nome do distribuidor raspado.

Domaine Hugel exporta cerca de 90% de sua produção. O restante é vendido para algumas lojas de departamento e restaurantes pequenos. A rede E. Leclerc não foi encontrada para comentar o caso.

Redação
Publicado em 08/10/2014, às 18h36 - Atualizado em 03/12/2014, às 08h04


Mais Notícias