Revista ADEGA
Busca

A arquitetura de uma garrafa

Maison Hennessy lança edição especial do Cognac Richard Hennessy em garrafa desenhada por Daniel Libeskind

O arquiteto é famoso por ser o responsável pela recuperação da área onde ficavam os prédios do World Trade Center


O arquiteto Daniel Libeskind buscou unir história e futuro no seu projeto para a garrafa
O arquiteto Daniel Libeskind buscou unir história e futuro no seu projeto para a garrafa

Arquitetura e Cognac têm algo em comum? Para Daniel Libeskind, tem sim! "Há complexidade, processos e estrutura em ambas as coisas, portanto, não são tão diferentes como se possa pensar", afirma o arquiteto.

Ele desenhou para a Hennessy uma garrafa (feita em cristal Baccarat) para conter o cognac mais raro da empresa, uma homenagem ao fundador Richar Hennessy. Também leva a assinatura do estúdio de Libeskind a caixa especial que acomoda a preciosa garrafa.

Richard Hennessy foi um oficial irlandês e homem de negócios, que fundou em 1765 uma dinastia - a do Cognac Hennessy (hoje parte do grupo de luxo LVMH), que foi listada em 86º lugar entre as marcas mais valiosas do mundo pela revista Forbes em 2020. O arquiteto Daniel Libeskind, de origem americana e polonesa, abriu seu estúdio em 1989 com a esposa Nina e é o responsável por grandes projetos em todo o mundo, como o Centro Ogden de Física para a universidade de Durham, no Reino Unido (2016), e Museu Judaico em Berlim (2001) e o Museu Histórico Militar, em Dresden também na Alemanha.

Mas seu nome ganhou o mundo além da arquitetura, quando seu estúdio venceu a competição para a recuperação da área onde ficavam os prédios do World Trade Center, ao sul da ilha de Manhattan, destruídos pelos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001. Para o arquiteto Libeskind, suas criações (sejam elas comerciais, culturais ou memoriais) têm sempre inspiração na interação entre a história e o futuro, por isso o projeto da garrafa chamou sua atenção: "Esta garrafa é o resultado de um casamento entre as formas clássicas das garrafas Hennessy e uma estrutura geométrica arrojada, compensada por curvas orgânicas", explicou em entrevista ao jornal francês Le Figaro.

Dentro da garrafa, o raro líquido é uma combinação das aguardentes mais raras, reservadas na Maison Hennessy e cuidadosamente armazenadas na Adega do Fundador. É uma edição limitada, envelhecida em barris de carvalho francês tradicionais, feitos à mão pelos próprios tanoeiros da Hennessy.

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui

Silvia Mascella Rosa
Publicado em 21/03/2022, às 09h00 - Atualizado às 10h00


Mais Mundovino