Vinho da Suécia: uma utopia?

Em um dos países mais ao norte do globo, pesquisadores avaliam os custos de fazer um vinho do frio


Bandeira Suécia

Um estudo da faculdade de Ciências Agrárias da Universidade Sueca, publicado no mês passado, analisou a viabilidade econômica da produção de vinhos no país.

O estudo foi feito, de acordo com os pesquisadores, diante do crescente interesse dos suecos no plantio de uvas viníferas e na construção de vinícolas no país.

A Master of Wine inglesa Jancis Robinson, fez uma degustação de um IceWine 2009 da marca Blaxsta, feito com a uva Vidal, cultivada a 50 quilómetros de Estocolmo e contou, eu seu site, que começa a considerar colocar na oitava edição de seu Atlas Mundial do Vinho a Escandinávia e os países do nordeste europeu.

Em contrapartida, o estudo da universidade sueca aponta que atualmente os custos para a produção de vinhos no país ainda são muito altos, com um montante necessário de € 730.000 para a produção anual de 1.800 L por hectare. Segundo eles esse investimento teria retorno apenas depois de seis anos, com cada litro de vinho sendo vendida a € 37,5. A conclusão é que, para o momento, fazer vinho na Suécia só é economicamente viável se o mercado de alta gama for o objetivo do produtor. 

Da redação

Publicado em 22 de Agosto de 2013 às 10:00


Notícias Suécia vinho Icewine pesquisa Estocolmo