Mundo Vino

Vinho Penfolds Grange 1951 é vendido por US$ 82.950 e bate recorde na Austrália


 

O primeiro enólogo-chefe da Penfolds, Max Schubert, foi enviado à Europa no final de 1950 para investigar práticas de vinificação. Em uma viagem a Bordeaux, ficou inspirado e impressionado com os vinhos franceses, disposto a produzir na Austrália algo 'diferente e duradouro' 

Não apenas as vendas de vinho pela internet têm aquecido em diversas partes do mundo com a pandemia do Covid-19, mas os leilões virtuais também estão batendo recordes para vinhos raros colocados à venda.

 

LEIA MAIS

» O vinho ideal para brindar e homenagear os 113 anos do nascimento da pintora Frida Kahlo

» Rosé é o vinho das celebridades, de Brad Pitt a Sarah Jessica Parker, de Sex and the City

 

 O ano de 1951 marca a primeira safra do Penfolds Grange, que nunca foi lançada comercialmente, e existem hoje menos de 20 garrafas em circulação

Um novo recorde foi obtido nesta semana na Austrália com a venda de uma garrafa do Penfolds Grange 1951 por US$ 82.950, em leilão online da Langton's. O comprador, de Melbourne, não teve o nome divulgado. Foi o preço mais alto já pago por um vinho australiano.

O ano de 1951 marca a primeira safra do Penfolds Grange, e existem menos de 20 garrafas em circulação. O vinho foi criado como um experimento do enólogo Max Schubert, que produziu cerca de 2 mil garrafas, e a safra nunca foi lançada comercialmente.

O recorde veio na mesma semana que que a Langton's vendeu 246 garrafas de Domaine de la Romanée-Conti, da adega do crítico de vinhos australiano James Halliday.

 

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

 

Da redação

Publicado em 8 de Julho de 2020 às 12:00


Notícias